Retrospectiva 2017: Desempenho Mensal – NFC South

Fala pessoal! Esta é uma série de recortes mensais (Setembro-Dezembro) do desempenho dos jogadores dos times da NFL. Cada post trará uma divisão, começando por a que menos venceu jogos (AFC  South) até chegar a que mais venceu (NFC South). Vem com a gente e boa leitura!

Observações: estabelecemos um ponto de corte para os jogadores que marcaram, ao menos, 30 pontos totais (ligas padrão). Além disso, nossa análise vai até a Semana 16 da temporada regular!

New Orleans Saints

NOR

O último membro da nossa listinha de consistência é o mago Drew Brees, mais um que manteve muita gente na parte de cima das ligas de fantasy e não decepcionou. Tem mais: você ouviu falar de Alvin Kamara? O calouro começou tímido, mas postou excelentes números na segunda metade da temporada regular, ao lado de Mark Ingram, seu companheiro não menos competente de backfield. O melhor comitê de RBs do ano! Will Lutz também mostrou certa consistência ao entregar ao menos 30 pontos em cada mês. Michael Thomas andou apagado a temporada inteira e só melhorou seu jogo em Dezembro.

Carolina Panthers

CAR

O MVP voltou: assim começamos a falar dos Panthers, com Newton novamente feliz em campo. McCaffrey chegou em Carolina fazendo diferença e aumentando a versatilidade desse ataque bom de se ver. Claro que ele não postou grandes números, mas é um flex admissível em qualquer time de fantasy. Devin Funchess aumentou seu jogo com a lesão estendida de Greg Olsen e a saída de Kelvin Benjamin, mas nada impressionante. Jonathan Stewart e cia não correram tanto e tão bem quanto o próprio Newton (o qual carinhosamente chamo de “melhor RB dos Panthers” há tempos). Os demais integrantes do corpo de recebedores devem ver melhora em 2018, a ver.

Atlanta Falcons

ATL

O ex-melhor comitê de RBs teve suas dificuldades em Atlanta. Ninguém aqui mostrou consistência, com destaque negativo para Julio Jones, que só viu Novembro fazer jus as expectativas criadas em torno de um dos melhores WRs da liga. Devonta Freeman veio a decepcionar justamente neste mês, tendo em vista concussão que o afastou; Tevin Coleman capitalizou com a chance de voar solo no backfield, mas não passou disso. Matt Ryan não repetiu o desempenho de MVP e só mostrou volume também em Novembro.

Tampa Bay Buccaneers

TAM

Por fim, o time mais fraco da divisão mais forte (ou o time do Hard Knocks) não engrenou em momento algum do campeonato, fazendo uma campanha abaixo de toda previsão. Somente Peyton Barber pode bater no peito e dizer que fez algo além do esperado (aproveitando suspensões e lesões de Doug Martin). Mike Evans frustrou muitos times que o escolheram na primeira rodada (incluindo o deste humilde redator), e só mostrou relevância em poucos e esporádicos momentos da temporada.

Dúvidas? Sugestões? Chama o BrFFootball no Twitter!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.