Retrospectiva 2017: Participação Ofensiva – AFC West

Olá amigos e amigas! Começamos uma nova série na retrospectiva 2017, desta vez analisando a participação ofensiva (percentuais de carregadas, jardas e TDs terrestres, recepções, jardas e TDs aéreos) de cada time, apresentando as divisões na mesma ordem que os Recortes Mensais.

Obs.: são apresentados os jogadores que tiveram qualquer participação (carregada ou recepção) pelo time na temporada 2017-18, nas semanas 1-16.

Obs. 2: nem sempre a soma resultará em exatos 100%, por força de aproximação.

Kansas City Chiefs

KAN

Um ataque de grandes talentos, mas que se perdeu em alguns momentos na (pós-)temporada. Correndo com a bola, Kareem Hunt dominou, produzindo muito e liderando a NFL em jardas terrestres.

Pelo ar, Tyreek Hill foi quem mais produziu jardas para o time, mas Travis Kelce foi o maior alvo (literalmente) e o líder em TDs, e Hunt ainda contribuiu razoavelmente no setor.

Não fez falta: Spencer Ware, que se lesionou antes da temporada começar e abriu espaço para a grande temporada de Hunt.

Los Angeles Chargers

LAC

Melvin Gordon teve este ou aquele jogo ruim, mas não viu concorrentes no jogo corrido. Austin Ekeler apareceu discretamente.

No jogo aéreo, Keenan Allen foi um retorno muito comemorado por Philip Rivers, pois ele foi o líder em recepções, jardas e TDs do time, com Tyrell Williams e Hunter Henry passando ao largo de seu retorno triunfal.

Oakland Raiders

OAK.png

Num ano para esquecer, quem roubou a cena foi Marshawn Lynch, liderando o backfield de ponta a ponta. Os Raiders precisavam de alguém com essa competência após a saída de Latavius Murray para os Vikings.

Enquanto isso, ninguém se destacou muito nos passes recebidos, com participações muito parecidas de Amari Cooper, Michael Crabtree e companhia.

Ausências (ou quase) notórias: como não criticar o ano terrível de Amari Cooper?

Denver Broncos

DEN

Os Broncos não deixaram por menos em relação aos Raiders em matéria de incompetência. Dito isto, C.J. Anderson foi o melhor jogador do time, liderando com sobras em todos os quesitos do jogo terrestre.

Por outro lado, Demaryius Thomas fez o mesmo no jogo aéreo, mas poderia ter contribuído ainda mais se seus passadores, linha ofensiva e chamadas fossem favoráveis. Emmanuel Sanders que o diga.

Não fez falta: Jamaal Charles. Buscando um recomeço na carreira, ele, no máximo, mostrou participação semelhante a Devontae Booker.

Dúvidas? Sugestões? Chama o BrFFootball no Twitter!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.