Retrospectiva 2017: Participação Ofensiva – NFC East

Olá amigos e amigas! Começamos uma nova série na retrospectiva 2017, desta vez analisando a participação ofensiva (percentuais de carregadas, jardas e TDs terrestres, recepções, jardas e TDs aéreos) de cada time, apresentando as divisões na mesma ordem que os Recortes Mensais.

Obs.: são apresentados os jogadores que tiveram qualquer participação (carregada ou recepção) pelo time na temporada 2017-18, nas semanas 1-16.

Obs. 2: nem sempre a soma resultará em exatos 100%, por força de aproximação.

Philadelphia Eagles

PHI

Um time diversificado. Os Eagles extraíram o melhor possível de seus jogadores. E o jogo corrido assim o foi, com LeGarrette Blount comandando o backfield no geral, mas vendo Jay Ajayi chegar no meio da temporada e ainda ser representativo na participação. Porém foi Corey Clement quem liderou em TDs terrestres.

Os recebedores tiveram atuação homogênea, com Zach Ertz liderando em recepções e jardas frente a Alshon Jeffery (líder em TDs) e Nelson Agholor. Torrey Smith ainda apareceu um pouco.

Ainda veremos este time dar mais trabalho na conferência nos próximos anos.

Dallas Cowboys

DAL

Ezekiel Elliott é tão proeminente no ataque dos Cowboys que,  em nove jogos, fez muito mais que tantos outros RBs pela liga fizeram em até quinze (nosso espectro de avaliação). Liderou o time pelo chão, com Dak Prescott, no máximo, se aproximando em TDs terrestres; compreensível.

O jogo aéreo não teve grandes destaques, com Dez Bryant sendo o líder de todos os quesitos, porém tendo um ano discreto.

Washington Redskins

WAS

Houve tempo para o calouro Samaje Perine crescer e liderar o backfield dos Redskins, com exceção dos TDs corridos. As lesões de Rob Kelley e Chris Thompson (e Jordan Reed, tight end) foram fatais para as aspirações de Washington.

No jogo aéreo, Jamison Crowder liderou em jardas e recepções, enquanto Josh Doctson anotou mais TDs que todos. Vernon Davis contribuiu timidamente em nível semelhante aos colegas citados.

Não fez falta: Terrelle Pryor, trazido da free agency como promessa após uma temporada de +1000 jardas pelos Browns em 2016, foi uma completa decepção. O que será de seu futuro após o fim do contrato de 1 ano?

New York Giants

NYG

Somente dois jogadores anotaram TDs corridos pelos Giants: Orleans Darkwa (líder em todos os quesitos terrestres) e Eli Manning (dá pra acreditar???). Os Giants precisam de ajustes. Wayne Gallman é uma promessa distante para o backfield dos G-Men.

Sobre os alvos de Eli: Odell Beckham se lesionou muito cedo na temporada. Em compensação, Evan Engram, tight end calouro, tomou as rédeas do ataque aéreo e provou ser uma escolha acertada do time no draft. 2018 promete muito mais para os Giants. Sterling Shepard fez o que pôde quando esteve em campo.

Ausência notória: Odell Beckham. Dispensa apresentações.

Não fez falta: Paul Perkins. Esse cara não é bom.

Dúvidas? Sugestões? Chama o BrFFootball no Twitter!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.