Retrospectiva 2017: Participação Ofensiva – AFC East

Olá amigos e amigas! Começamos uma nova série na retrospectiva 2017, desta vez analisando a participação ofensiva (percentuais de carregadas, jardas e TDs terrestres, recepções, jardas e TDs aéreos) de cada time, apresentando as divisões na mesma ordem que os Recortes Mensais.

Obs.: são apresentados os jogadores que tiveram qualquer participação (carregada ou recepção) pelo time na temporada 2017-18, nas semanas 1-16.

Obs. 2: nem sempre a soma resultará em exatos 100%, por força de aproximação.

New England Patriots

NWE

Mike Gillislee teve um início forte nos primeiros jogos do time, mas se lesionou e foi preterido em favor de Dion Lewis (líder em todos os quesitos terrestres e grata surpresa da segunda metade da temporada), Rex Burkhead (seu “irmão” de backfield) e, mais recentemente, o renascido James White.

No jogo aéreo, aquela diversificação típica: Rob Gronkowski liderando em tudo (porém discretamente), seguido por Brandin Cooks e Danny Amendola.

Não fez falta: Julian Edelman. Não me entenda mal; ele faria um bem danado ao ataque, mas o sistema de jogo e Tom Brady estão aí pra fazer de qualquer recebedor um craque.

Buffalo Bills

BUF

LeSean McCoy é titular indiscutível no seu fantasy (exceto se você tem um backfield formado por Kareem Hunt, Leonard Fournette e Alvin Kamara…que o diga nosso colega de redação Tiago Sena). “Shady” foi o cavalo do cão de guerra dos Bills e sem descanso. O segundo RB do time foi o QB Tyrod Taylor (é o que tem pra hoje).

No fraco jogo aéreo, McCoy se destaca novamente, agora nas recepções. Charles Clay não teve um ano digno de sua fama, mas liderou o time em jardas. Por fim, foi Andre Holmes quem mais buscou TDs para o time.

Miami Dolphins

MIA

Jay Ajayi saiu para Philadelphia e manteve sua liderança em carregadas em Miami, mas foi Kenyan Drake o cara de destaque, sendo o jogador com mais jardas e TDs terrestres (também pudera, foi o único que correu para dentro da endzone pelos Dolphins até a semana 16; na semana 17, foi David Fales, o 3º QB, quem conseguiu um TD terrestre, não contabilizado aqui. Pitoresco!).

Pelo ar, Jarvis Landry continua monopolizando: alvos, recepções e TDs são com ele! Kenny Stills e DeVante Parker fizeram participações discretas na sombra do slot.

New York Jets

NYJ

Não foi um ano impressionante, mas Bilal Powell mostrou força nos Jets, considerando que Matt Forte era o titular da posição de RB. Powell liderou em todos os quesitos terrestres, aproveitando ausências de Forte por lesão. Elijah McGuire apareceu algumas vezes e pode fazer mais na próxima temporada.

Enquanto isso, Robby Anderson foi o alvo certo de Josh McCown (enquanto o QB jogou). Ao lado de Jermaine Kearse, Robby ajudou o time quando acionado.

Ausências (ou quase) notórias: Quincy Enunwa. Este cara faria o jogo aéreo dos Jets menos pior (melhor, quem sabe, um dia). Mas uma lesão no pescoço lhe impediu de começar a temporada.

Dúvidas? Sugestões? Chama o BrFFootball no Twitter!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.