Retrospectiva 2017: Participação Ofensiva – NFC South

Olá amigos e amigas! Começamos uma nova série na retrospectiva 2017, desta vez analisando a participação ofensiva (percentuais de carregadas, jardas e TDs terrestres, recepções, jardas e TDs aéreos) de cada time, apresentando as divisões na mesma ordem que os Recortes Mensais.

Obs.: são apresentados os jogadores que tiveram qualquer participação (carregada ou recepção) pelo time na temporada 2017-18, nas semanas 1-16.

Obs. 2: nem sempre a soma resultará em exatos 100%, por força de aproximação.

New Orleans Saints

NOR

O jogo corrido dos Saints foi excepcional, com dois RBs passando das 1500 jardas de scrimmage. Enquanto Mark Ingram foi o líder terrestre geral, Alvin Kamara foi um respeitável segundo colocado.

No lado aéreo do ataque, Méritos para Michael Thomas, que solidificou sua posição como principal recebedor do time (liderando em tudo), seguido pelo mesmo Alvin Kamara (com direito a empate em TDs de recepção).

Não fez falta: Adrian Peterson. Dispensado antes da metade da temporada, se mostrou um péssimo investimento no contexto de New Orleans.

Carolina Panthers

CAR

Carolina foi um dos melhores times correndo com a bola, e isso se deve a um comitê: o RB Jonathan Stewart, líder em carregadas e TDs, o QB Cam Newton (líder em jardas; co-líder em TDs) e o RB novato Christian McCaffrey.

Na bola pelo alto, apenas dois jogadores tiveram maior destaque: o mesmo McCaffrey como líder em recepções e Devin Funchess comandando em jardas e TDs.

Ausências (ou quase) notórias: Greg Olsen. O melhor recebedor do time passou muito tempo longe de campo e não pôde ajudar o time como o grande alvo que é.

Atlanta Falcons

ATL

O ex-melhor comitê de RBs (título perdido para os Saints de Ingram/Kamara) continuou efetivo, porém com dificuldades. Devonta Freeman segue liderando tudo com Tevin Coleman como um forte companheiro em participação.

No versátil e competente jogo aéreo, 2016 não se repetiu. Resta dizer que Julio Jones (embora num ano inconsistente) naturalmente liderou em recepções e jardas, enquanto Mohamed Sanu (o melhor QB em rating até o momento em que redijo: 158.3) foi quem mais pegou TDs.

Tampa Bay Buccaneers

TAM

Doug Martin chegou atrasado para ajudar os Bucs a correr mais e melhor com a bola, mas foi o líder do backfield de Tampa. Peyton Barber aproveitou todas as ausências de Martin e registrou boa participação para um reserva.

Jogando pelo alto, o ataque de Jameis Winston foi um dos que mais investiu pelo setor, e Mike Evans foi o principal expoente em recepções e jardas (porém num ano inconstante tal qual Julio Jones mais acima), enquanto os tight ends Cameron Brate e o novato O.J. Howard dividiram as honras em TDs.

Dúvidas? Sugestões? Chama o BrFFootball no Twitter!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.