Consistência, Parte II, Top 100 2015-17

Olá pessoal! Se você já entendeu o método de consistência da Parte I, é hora de conhecer os melhores 100 jogadores entre Quarterbacks, Running Backs, Wide Receivers e Tight Ends (Standard e PPR) após a análise dos dados. Vamos nessa?

Algumas premissas e avisos:

  1. São avaliados jogos em que o jogador tocou na bola ao menos uma vez (carregada ou recepção, por exemplo);
  2. Todos os jogadores da lista disputaram, ao menos, 10 jogos somando as 3 últimas temporadas.
  3. O índice é produto direto do número de jogos disputados, portanto jogadores que se lesionam menos (ou não são suspensos) e apresentam bons resultados apresentam maior consistência num período mais longo;
  4. Nossas avaliações vão até a semana 16 da temporada regular!

Top 100 Standard

Quarterbacks

std_qb

Quarterback é uma posição abundante para jogadores de fantasy em ligas tradicionais (1QB, não-superflex). E aqui podemos ver que é possível arrumar, no nosso top 100, um titular para, ao menos, todos os times de uma liga com 14 concorrentes. A volatilidade (jogos satisfatórios / jogos insuficientes) é alta pois a atuação de um QB é naturalmente determinante para a vitória ou derrota de sua equipe. Mas vamos observar a lista mais de perto.

Blake Bortles??? Sim, Blake Bortles! Em 45 jogos possíveis, ele disputou os 45 e foi bom ou excelente em 2/3 deles! Não é à toa que tantos falam do seu sucesso no garbage time! Depois dessa “surpresa”, vem o mais badalado QB em termos de fantasy: Aaron Rodgers, com seu alto percentual de satisfação e baixa volatilidade no grupo apresentado (somente Tom Brady e Drew Brees o acompanham em regularidade no alto nível). Matthew Stafford é outra surpresa positiva, embora se saiba que ele comanda um ataque ruim no jogo corrido, o que faz o peso do sucesso de Detroit recair ainda mais na sua competência.

Running Backs

O cenário de running backs provê mais titulares que entre os quarterbacks, mas não se engane: um elenco de fantasy precisa de mais do que 2 titulares na posição, mas peças de reposição capazes de manter a consistência do seu time em lesões pontuais ou semanas de bye. Preparação é tudo.

Já falamos da durabilidade de Frank Gore anteriormente, mas é sempre bom elogiar em vida, não é? 😅 Brincadeiras à parte, o experiente corredor está em pé de igualdade com os melhores de sua posição, salvo destaques do nível de Mark Ingram, Le’Veon Bell e Ezekiel Elliott, os quais discutiremos em mais detalhes na parte 3 (Jogadores de Elite). Por isso não se engane com a posição baixa de um jogador aqui, pois estamos falando de consistência no longo prazo, coisa que calouros e jogadores no primeiro contrato de calouro eventualmente não terão em 3 anos.

Jogadores de times em maior dificuldade e alguns reservas costumam apresentar maior volatilidade aqui, como Isaiah Crowell e Duke Johnson (Cleveland, à época da análise), Giovani Bernard, Bilal Powell e Tevin Coleman.

PS.: sim, Le’Veon Bell é 100% de satisfação garantida mesmo!

std_rb

Wide Receivers

O grande conjunto de consistência do top 100 vai para os wide receivers (47). Mas isso não significa que você tem 47 chances de vencer seus adversários, pelo contrário: é necessário observar com atenção aqueles jogadores mais acionados e mais efetivos em suas respectivas equipes.

O exemplo mais notório aqui é Marvin Jones x Golden Tate (ambos jogam pelo Detroit Lions). Qual deles lhe daria a maior chance de vitória num desempate em pleno Monday Night Football? Marvin Jones, com leve vantagem sobre seu companheiro de equipe. Ok, não podemos prever o futuro, mas podemos imaginar na direção de quem a bola irá mais vezes e quem fará melhor com as oportunidades!

Entre Antonio Brown e A.J. Green, qualquer escolha é acertada no tiro longo (guardadas as devidas proporções em partidas pontuais!). Claro que todos querem Brown e DeAndre Hopkins como titulares de seu time, mas um draft convencional não permite isso, portanto é necessário um conjunto de nomes elegíveis no seu draft board! Como é o caso de Alshon Jeffery, nosso WR15, um dos mais consistentes e que apresenta baixa volatilidade no seu histórico recente!

PS.: não é porque está lá embaixo que Keenan Allen não é um dos melhores WRs de toda a liga; ele apenas perdeu muitos jogos por lesões sérias, mas fez um 2017 irretocável!

std_wr

Tight Ends

Se a posição já é escassa, encontrar consistência então…nesse caso, geralmente a consistência passa necessariamente pelo draft (ou escolhas muito acertadas de acordo com a força da tabela, ou seja, o quanto uma defesa é boa ou ruim contra a posição de TE).

Aqui o nosso Blake Bortles é Travis Kelce, mas não me entenda mal: são 45 jogos (em 45 possíveis) nos quais ele é extremamente satisfatório! Nada como ser o alvo preferido de ninguém menos que o T-Rex (ou Alex “Braço Curto” Smith, para os íntimos). E tudo isso aliado a baixíssima volatilidade.

Em seguida, Delanie Walker, outro alvo preferido, desta vez de Marcus Mariota dos Titans. Em um corpo de wide receivers conturbado, Walker é o cara! Este aqui é um dos maiores valores que passam despercebidos no draft.

E Gronk? Sim, Rob Gronkowski é um ser mitológico, porém perde muitos jogos por lesões diversas, por isso ele cai naturalmente em nosso índice. Mas ele estará alto em nossa Parte III!

Cameron Brate provavelmente seria um jogador ainda melhor num time menos complicado para se destacar do que o Tampa Bay Buccaneers, pois ele consegue pôr seu nome na lista do top 100 apesar das dificuldades!

std_te

Antes de irmos para o top 100 do PPR, pausa para o cafezinho e uma breve observação! Olha essa tabela que mostra a contagem do top 100 por posição, conforme o sistema de pontuação:

count
Top 100 por posição, PPR x Standard.

Análise: quarterbacks e tight ends se alternam em posição e quantidade! Enquanto isso os wide receivers perdem um pouco sua vantagem em relação aos running backs no PPR (o qual veveríamos pensar que traria muito mais WRs para a festa, certo? Não é bem assim! A cada ano que passa os running backs estão participando mais e mais do jogo aéreo, não só antes, como depois da linha de scrimmage!).

Top 100 PPR

Quarterbacks

Alex Smith e Jameis Winston deixam nosso panteão para que jogadores de outras posições entrem na festa. No mais, os nomes do standard seguem aqui!

 

ppr_qb

Running Backs

Aqui quem manda é Mark Ingram, que, desde 2011, colabora no jogo aéreo de New Orleans. Podemos ver também a aparição fantasma de Theo Riddick: se Detroit não corre, ao menos passa a bola, e ele é um dos principais RBs recebedores do time.

PS.: para quem procurou Doug Martin, ele cai para 101 no geral (de RB19 no standard para RB30 no PPR).

ppr_rb

Wide Receivers

Eis o salão de festas do PPR! Aqui se entende o papel de WR1 como nunca, pois os alvos principais estão em mais evidência ainda, vide DeAndre Hopkins, que é basicamente um ímã de recepções em Houston. Aqui, ele inverte posições com Antonio Brown em relação ao standard.

Aqui também é possível perceber o quanto a volatilidade afeta os recebedores que não são alvos principais, caso de Travis Benjamin e Terrance Williams.

PS.: Julian Edelman surge na lista como um dos alvos preferidos de Tom Brady (vide Parte III, nosso próximo artigo!).

ppr_wr

Tight Ends

Se falamos de alvos principais no PPR, Delanie Walker mostra que ele o é em Tennessee e lidera a posição! No mais, praticamente os mesmos jogadores ocupam o top 100, com algumas adições de tight ends mais voláteis (Charles Clay, Vernon Davis).

ppr_te

Como podemos ver, consistência não é um assunto raso e, se você chegou até aqui, merece conhecer a Elite da consistência no nosso próximo artigo! Fique ligado e fale conosco no @BrFFootball!

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.