Opções para reforçar seu time na waiver wire para a semana 2

Caros amigos, bem-vindos de volta ao maior espetáculo da Terra!

Acabou a abstinência, começou a sofrência. Esperamos que vocês se divirtam com o esporte número 1 do mundo, o fantasy football.

Vamos às indicações da semana. A temporada começou como esperado, ou seja, nada de mesmice nem previsão que dure. É hora de corrigir os erros do draft (ou do autodraft), tentar se recuperar das contusões e surpreender estocando jogadores que podem explodir mais à frente. Uma dica: preste muita atenção em quem os times de sua liga vão cortar. Há uma tendência a reagir com exagero nas primeiras semanas (hoje é o dia conhecido como overreacting Monday), o que é natural tendo em vista que ninguém sabe como as performances dos times vão se cristalizar. Tenha sangue frio, respire fundo, confie em suas apostas e explore sem dó nem piedade o desespero dos seus adversários. Os melhores jogadores normalmente não vêm da waiver wire, mas sim justamente dos cortes apressados.

Ryan Grant, WR, Indianapolis Colts

Andrew The Giant Luck voltou bem, e com ele voltou a riqueza do jogo aéreo dos Colts. TY Hilton deve continuar o alvo preferido, mas Grant, ex-Redskins, apareceu muito bem contra a dura defesa dos Bengals. Foi acionado 9 vezes, recebendo 8 passes (só aí marcou 8 preciosos pontos em ligas ppr) para 59 jardas. É o claro WR2 em um ataque prolífico em passes.

TJ Yeldon, RB, Jacksonville Jaguars

O titular Leonard Fournette saiu machucado contra os Giants, e Yeldon aproveitou a oportunidade, correndo 14 vezes para 51 jardas e sendo acionado incríveis 7 vezes (jogador mais acionado do time!), recebendo 3 passes para outras 18 jardas e 1 TD. Terminou com 13 pontos em ligas standard, 16 em ppr, números decentes para um RB 2. Mesmo não jogando toda a partida, aliás, foi o RB13 na rodada. Hoje, a notícia é de que a contusão de Fournette não é séria, mas o time não sabe quando ele volta. Yeldon é uma adição obrigatória para os donos de Fournette, e um bom nome para se ter no elenco de qualquer forma, ainda mais contra um New England Patriots cuja defesa terrestre cedeu boas jardas para Lamar Miller na semana 1.

Dede Westbrook e Keelan Cole, WR, Jacksonville Jaguars

O ataque aéreo dos Jaguars não foi tão usado ontem – o desenrolar do jogo privilegiou o jogo corrido, e a defesa garantiu que o time sempre estivesse à frente dos Giants – mas sabemos que o time não hesita em lançar quando necessário, com o grande Blake Bortles, rei dos memes. Com a contusão de Marqise Lee, havia dúvidas sobre quem seria o WR mais acionado do time. Se o jogo de ontem servir de indicação, Westbrook saiu na frente, seguido por Cole (5 recepções contra 3, 51 jardas contra 54). Embora Donte Moncrief tenha sido acionado, foi de longe o menos produtivo dos três. Se você apostou em um WR que não produziu bem ou nem entrou em campo, Westbrook e Cole, que ainda estão disponíveis em um grande número de ligas, são boas opções.

John Brown e Willie Snead, WR, Baltimore Ravens

Sempre fui fã! Brown é talentoso, rápido, inteligente e agressivo. Teve muitos problemas com contusões enquanto jogava pelos Cardinals, mas está na ponta dos cascos e fez uma grande pré-temporada, sendo muito elogiado pelo time. Há relatos falando também da boa química desenvolvida rapidamente com Joe Flacco. E como seu viu ontem, os Ravens não estão pra brincadeira.  Cada um recebeu um TD, tendo números semelhantes. Brown tem mais potencial, e pode a qualquer momento realizar uma big play. É incrível que não esteja em 100% das ligas. Se está disponível na sua liga, não perca tempo: arrume um lugar pra ele em seu time!

Austin Ekeler, RB, Los Angeles Chargers

Desde o ano passado, vem sendo muito usado pelo time. Handcuff obrigatório para quem tem Melvin Gordon, mostrou que pode produzir mesmo ao lado do titular: teve 130 jardas no total e 1 TD. Gordon continua com um volume monstro, mas os Chargers gostam de jogar com os RBs e insistem em um alto volume de jogadas ofensivas, lembrando um pouco os Saints, nesse quesito: ontem, de 51 passes tentados, nada menos que 18 foram direcionados para os RBs, além de 20 corridas. Impossível Gordon dar conta disso sozinho.

 

Mike Williams, WR, Los Angeles Chargers

Machucado boa parte do ano passado, mas não dá pra esquecer que foi o sétimo pick overall no draft de 2017. Acredite em mim: adicione ele agora, me agradeça depois. Contra a dura defesa dos Chiefs, jogou 44 snaps (maior número de sua carreira, mostrando que a saúde vai bem, obrigado), recebendo 5 passes em seis acionamentos (terceiro mais procurado do time, atrás apenas de Keenan Allen e Melvin Gordon) para 81 jardas.

Phillip Lindsay, RB, Denver Broncos

Há comitês de running backs terríveis para o jogador de fantasy, e há aqueles preciosos! Além dos Saints, Chargers e (parece!) Redskins, os Broncos parecem ter descoberto ouro com Lindsay e Royce Freeman. Ambos tiveram exatamente 15 corridas e 71 jardas terrestres ontem, mas Lindsay recebeu 2 passes para 31 jardas e 1 TD. Mais importante, foi claramente o RB mais vibrante e explosivo. Freeman deve ser mais acionado daqui por diante – é o mais forte dos dois – mas Lindsay certamente vai continuar tendo valor. Ah, e pode cortar Devontae Booker sem dó nem piedade.

Tyrod Taylor, QB, Cleveland Browns

Tyrod conseguiu uma façanha ontem: está invicto jogando pelos Browns. Embora tenha errado muitos passes, sua qualidade como corredor compensa no fantasy. Aliás, foi o QB que mais correu na primeira rodada, anotando um TD, mesmo contra uma dura defesa. Terminou como o sexto melhor QB da semana 1, à frente, por exemplo, de Tom Brady, Russell Wilson, Cam Newton e Kirk Cousins (por sinal, você sabia que Cousins registrou a frase “you vike that?”).  Taylor é, a meu ver, um titular seguro a cada semana, até ser inevitavelmente substituído por Baker Mayfield.

 

Will Dissly, TE, Seattle Seahawks

Quem? O novo TE dos Seahawks, ora quem. Vale lembrar que Russell Wilson gosta de acionar o titular da posição – basta lembrar de Jimmy Graham. Os dois mostraram um entrosamento que foi além dos números, que por sua vez não foram ruins: 3 recepções para 105 jardas e 1 TD.

Bruce Ellington, WR, Houston Texans

Com a contusão de Will Fuller, Ellington assumiu a condição de WR2 do time, sendo acionado 8 vezes, com 4 recepções para 37 jardas e, mais importante, 1 TD. Tem um bom valor na redzone, enquanto Fuller, com problemas musculares, permanecer afastado.

DeSean Jackson e Chris Goodwin, WR, Tampa Bay Buccaneers

Se o amigo leitor não tiver visto ainda os números dos WRs dos Bucs ontem, por favor dê uma conferida. Eu espero. Ok? Viu lá? Surpreendentemente, Jackson ainda está disponível em várias ligas. Saiu machucado na semana 1, com concussão, e enquanto estiver afastado, Goodwin é seu claro substituto. Tampa Bay não tem uma boa defesa, e deve estar envolvido em vários tiroteios nesta temporada, o que aumenta muito o valor de seus recebedores.

Especial: cantinho do urubu

urubu

Neste espaço, listamos alguns jogadores que têm valor pelas contusões ou baixo desempenho dos titulares. São os beneficiários da carniça:

Phillip Dorsett, WR, New England Patriots – Recebeu nada menos que 7 passes de Tom Brady, para 66 jardas e 1 TD. Não deixou nenhum passe cair no chão, o que é possível que tenha agradado seu exigente técnico. Há que se ter um pouco de cuidado, no entanto, já que Cris Hogan não fez uma boa partida, e o próximo confronto é contra a dura defesa dos Jaguars.

Antonio Gates, TE, Los Angeles Chargers – Foi uma semana difícil para os TEs. Delanie Walker está fora da temporada, Greg Olsen se machucou, Jimmy Graham não vai pra lugar nenhum. Gates, com uma semana a mais de treino com seu velho parceiro Phillip Rivers, é um nome a se observar.

Nathan Peterman, QB, Buffalo Bills – Mentira! Só para ver se o dileto leitor ainda está prestando atenção.

Corey Coleman, FA – Enquanto escrevo, vejo a notícia de que Coleman está fazendo testes para os Patriots e Eagles. Sendo contratado, deve ter impacto imediato. Olho nele!

Geronimo Allisson, WR, Green Bay Packers Aaron Rodgers vive fazendo juras de amor a ele. Sabe Davante Adams, estrela do fantasy este ano? Allison teve números praticamente iguais a ele no jogo de ontem (os mesmos 8 targets, 5 passes recebidos e 1 TD). Se Rodgers continuar jogando, tem valor maior que muito WR1 na liga.

Boas compras e boa sorte na semana 2!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.