Opções para reforçar seu time na waiver wire para a semana 6

em

Olá, caros amigos!

Estamos entrando na fase mais aguda das bye weeks. As próximas rodadas são o filé do fantasy este ano. É agora que os managers mostram todo seu talento, visão de jogo e, sempre e mais importante de tudo, sorte.

Infelizmente, as opções disponíveis na waiver wire não me parecem tão boas. Mas sempre dá pra garimpar alguma coisa.

Vamos a nossas indicações da semana:

Alfred Morris, RB, San Francisco 49ers

O amigo com certeza já viu a notícia da contusão de Matt Breida, afastado pelo menos por algumas semanas. O beneficiário, e novo RB1 dos Niners, é o veterano Alfred Morris, que teve 18 corridas para 61 jardas, e mais 3 recepções para outras 30 jardas, contra os Cardinals.

Mesmo antes, Morris vinha sendo bem utilizado pelo time, tendo pelo menos 12 corridas em 3 das quatro partidas anteriores, e, por incrível que pareça, teve mais oportunidades na redzone que o titular Breida. Num time que está penando com o jogo aéreo, ganha importância imediata como RB2 de um time de fantasy. Curiosamente, o FB Kyle Juszczyk é um dos mais acionados em passes do time.

Com a péssima defesa dos Niners, e um confronto contra Green Bay semana que vem, em que o time deve jogar atrás o tempo todo, Juszczyk deve novamente ser bem acionado; mas cadê a coragem para escalá-lo?

Wendell Smallwood e Corey Clement, RBs, Philadelphia Eagles

Embed from Getty Images

Enquanto escrevo, vejo a notícia de que Jay Ajayi foi colocado na IR. Com Darren Sproles ainda no estaleiro, Smallwood e Clement tem a chance de liderarem esse backfield. Vejo pequena vantagem para Smallwood, que está mais saudável, mas vale a pena adicionar ambos e acompanhar o noticiário sobre os treinos da semana.

Além disso, Smallwood é um back com boa participação no jogo aéreo, tendo inclusive marcado um TD assim contra os Vikings. Entretanto, o amigo há de ter cautela; o jogo terrestre dos Eagles ainda não empolgou.

Jameis Winston, QB, Tampa Bay Buccaneers

Embed from Getty Images

A mágica acabou. Ryan Fitzpatrick conseguiu segurar as pontas por um tempo, até a volta do titular, suspenso pelo início da temporada. Famous Jameis tem tradição no fantasy, ficando os últimos dois anos como um dos 12 melhores QBs em jardas aéreas.

Não faltam opções de bons recebedores em Tampa, como Mike Evans e DeSean Jackson. O jogo corrido e a defesa, por seu turno, deixam um pouco a desejar, o que envolve o time em muitos shootouts. É a receita certa para que Winston tenha um teto alto todas as semanas. É um risco, mas se você tem um lugar extra no banco, Winston pode ser um bom streamer nessas semanas de bye, se não virar o titular de vez do seu time.

Cameron Brate, TE, Tampa Bay Buccaneers

Por falar em Tampa, Brate pode ser uma excelente opção de TE1, já que o outro TE com quem costuma dividir a carga, OJ Howard, ainda está machucado. Brate tem um ótimo entrosamento com Winston, e deve ser a terceira (ou mesmo a segunda) opção de recebedor em um time com alto volume de passes.

Blake Bortles, QB, Jacksonville Jaguars

Discretamente, os Jaguars, time que sempre prezaram pela corrida, têm agora o ataque com o terceiro maior volume de jogadas aéreas da liga. Bortles vem se destacando, com uma multiplicidade de jovens e bons recebedores (Dede Westbrook, Keelan Cole, Donte Moncrief e, agora, DJ Chark).

Por sinal, é difícil adivinhar que recebedor vai ter destaque em uma determinada rodada; eu já desisti. No jogo de ontem, contra os Chiefs, Bortles terminou com quase 25 pontos de fantasy mesmo depois de lançar 4 (!) interceptações.

Mesmo com a ótima defesa dos Jaguars, Bortles não lançou menos de 33 passes em nenhuma partida deste ano. Já é o nono melhor QB em pontos de fantasy este ano – se fosse seu titular toda semana, seu time não estaria mal.

Keke Coutee, WR, Houston Texans

Embed from Getty Images

A dúvida era se, com a volta de Will Fuller, Coutee continuaria com uma boa participação no ataque. Dúvida sanada: foram 6 recepções em 7 lançamentos, para 51 jardas e 1 TD, mesmo com um volume anormal de passes para o TE Ryan Griffin. Fuller participou de mais snaps que Coutee no entanto, o que é sinal de que é Fuller, e não Coutee, o WR2 do time. Mas esse foi apenas o segundo jogo do calouro; claramente tem a confiança do ataque, sendo uma ótima opção de flex.

Taylor Gabriel, WR, Chicago Bears

A bye week não ajudou a aumentar muito a percentagem de ownership de Turbo Taylor, nossa recomendação de semana passada, que mantemos para esta rodada, quando Chicago enfrenta uma equipe de Miami que cedeu 27 pontos seguidos, sem resposta, para os Bengals. Gabriel é um flex com bom upside.

Mohamed Sanu, WR, Atlanta Falcons

A partida de ontem mostrou a esperada regressão de Calvin Ridley pelos Falcons. Melhor para Mohamed Sanu, que retomou seu lugar de WR2 em rotas corridas, atrás apenas de Julio Jones nesse quesito. Foram 7 acionamentos, com 4 recepções para 73 jardas e 1 TD. Em um ataque explosivo, Sanu ainda é o recebedor para ter no time, em relação a Ridley.

urubu

Neste espaço, listamos alguns jogadores que têm valor pelas contusões ou baixo desempenho dos titulares. São os beneficiários da carniça:

Chester Rogers, WR, Indianapolis Colts – Enquanto T.Y. Hilton estiver fora, deve continuar sendo um alvo preferencial de Andrew Luck.

Marquez Valdes-Scantling, WR, Green Bay Packers – Fez uma grande partida contra os Lions. Pode ser utilizado em ligas redraft enquanto Randall Cobb e Geronimo Allison estiverem fora, e é uma adição obrigatória em ligas dynasty.

Josh Reynolds, WR, Los Angeles Rams Cooper Kupp e Brandin Cooks estão no protocolo de concussão, sem data para voltarem a jogar. Num time que mantém 3 WRs em campo em mais de 90% dos snaps, o próximo WR da fila, no caso Reynolds, tem grande valor, podendo ser escalado com confiança pelo menos como flex.

Curtis Samuel, WR, Carolina Panthers – Porque eu acredito!

Sucesso garantido ou seu dinheiro de volta: indicações do Presidente

Nosso presidente Caio Ribeiro continua seu trajetória de sucesso com as recomendações nesse espaço, com ajuda de sua bola de cristal que pertenceu a Mãe Dinah. Empolgado, ficou um pouco triste quando viu seus indicados Aldrick Robinson (15 snaps, zero recepções, zero lançamentos para ele) e Jordan Matthews (1 recepção para 4 jardas) saírem de campo com o uniforme absolutamente limpo.

Mas ele garante que agora vai, e indica para os amigos os WRs Equanimeous St. Brown, dos Packers (que segundo ele foi prejudicado por Aaron Rodgers no jogo de ontem) e Cameron Meredith, dos Saints. Boto fé!

Boas compras e boa sorte na semana 6!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.