Crônicas dos Confrontos – Semana 11 – Jogo Aéreo

em

Salve galera! Já escalou QBs e RBs? Hora de tomar conta do terreno mais baldio do time: os recebedores. Sem mais delongas…vamos aos jogos!


Buccaneers x Giants

Embed from Getty Images

Os Giants, patinho feio da NFC East em 2017, vão para o segundo de três confrontos contra os seus companheiros lanternas de divisões da conferência. Após vencer os 49ers, os G-Men terão mais um jogo ganhável pela frente, agora contra os Bucs em casa, que têm sido uma festa para jogadores de todas as posições.

Com isso, Odell Beckham (WR1) é mais indiscutível ainda no seu time, e Evan Engram (TE) pode ter melhor sorte na vida neste ano pouco produtivo. Sterling Shepard (flex) é um nome para PPR em ligas maiores caso seja lembrado por Eli Manning, que aciona muito Saquon Barkley (RB) no backfield.

Nos Bucs a vida será mais complicada, pois os Giants fazem jogo duro na secundária. Assim Mike Evans (WR1), DeSean Jackson (flex), O.J. Howard (TE2) e companhia são escolhas arriscadas neste domingo.

Texans x Redskins

Embed from Getty Images

Será que os Redskins passam por mais uma semana ilesos depois de várias perdas na linha ofensiva? Eu acho que não. Os Texans tem um pass rush respeitável e devem alcançar Alex Smith algumas vezes se ele não se mexer no pocket. Nesse cenário, Maurice Harris (flex), Josh Doctson (flex) e Jordan Reed (TE) precisarão fazer mais que suas rotas para oferecerem bons alvos ao seu QB.

Quem vai confiar nesse pass rush é Deshaun Watson, que volta de bye descansado e pronto pra manter a boa sequência do time, contando com Demaryius Thomas (WR2) ainda mais entrosado, fora o espetacular DeAndre Hopkins (WR1). Jordan Akins (TE) é uma opção viável caso Keke Coutee não consiga recuperar o posterior da coxa para jogar a partida.

Panthers x Lions

Embed from Getty Images

Jogo que será mais notório por seus QBs (Newton, Stafford) e RBs titulares (CMC, Kerryon Johnson) que por seus recebedores, eu diria. Enquanto os Panthers contam com Greg Olsen (TE) como bola de segurança, além de Devin Funchess e D.J. Moore (flex) de opções.

Os Lions estão em maus lençóis: trocaram Golden Tate e não terão Marvin Jones lesionado. Agora Kenny Golladay (WR2) vai se desdobrar para ficar livre de marcação como alvo mais que principal de Stafford. T.J. Jones e Brandon Powell (flex em ligas maiores) serão opções de segunda e terceira leituras quando os RBs não forem preferidos nas jogadas.

Titans x Colts

Embed from Getty Images

Super Mario(ta) vem esquentando os motores na temporada! O QB levou os Titans a uma bela vitória sobre ninguém menos que os Patriots! Mas o que importa é sempre o próximo jogo, agora contra os rivais Colts. Corey Davis (WR2) deve encontrar marcação mais forte, tanto por ser alvo principal quanto pela secundária dos Colts ter feito partidas razoáveis contra WRs 1. Com a presença de Taywan Taylor e Tajae Sharpe em xeque, Jonnu Smith (TE2) pode aparecer na redzone com mais frequência que o comum.

Os Colts estão com um dos QBs mais quentes da liga (Andrew Luck só deve estar atrás de Patrick Mahomes no quesito) e uma das linhas ofensivas mais seguras pra se trabalhar no pocket. Isso ajuda muito T.Y. Hilton (WR1) a fazer um jogo no mínimo razoável contra uma secundária com nomes de respeito (Logan Ryan, Kevin Byard…).

Não espero muita coisa dos TEs dos Colts na partida, então quem tem Jack Doyle (TE2) só ponha pra jogar se não tiver opção sólida. Quem pergunta sobre Eric Ebron só deve escalar se precisar de uma aposta de alto teto para vencer uma partida complicada.

Cowboys x Falcons

Embed from Getty Images

Onde tem Falcons, tem muito passe. E os Cowboys coincidentemente adicionaram outro dia Amari Cooper (WR2) no seu arsenal e devem aproveitar isso no confronto. Cole Beasley  (flex PPR) é outro nome que pode se divertir em meio a uma defesa acometida lesões de fim de temporada.

É bom ser alvo de Matt Ryan, que faz excelente temporada. Julio Jones (WR1) desencantou e achou a endzone em jogos consecutivos; Austin Hooper (TE) é outro alvo preferido e empatou com JJ no quesito contra os Browns. Calvin Ridley e Mohamed Sanu são alvos voláteis e que merecem escalação em ligas maiores. Os alvos dos Falcons não terão bom confronto, portanto o sucesso dos alvos será maior em ligas PPR, mas considero os Falcons ligeiramente favoritos.

Steelers x Jaguars

Embed from Getty Images

Reeditando o jogão de fase divisional dos playoffs do ano passado, Steelers e Jaguars vivem momentos diferentes: enquanto os Jaguars fazem campanha à altura de seu QB Blake Bortles, os Steelers se recuperam e demonstram força na AFC North.

Do lado de Pittsburgh, alguns alvos fáceis e titulares de seu time, apesar do confronto desfavorável: Antonio Brown (WR1), Juju Smith-Schuster (flex) e Vance McDonald (TE) serão a mudança de tom se/quando as corridas de James Conner começarem a ser marcadas de perto pelos linebackers de Jacksonville.

Dentre os alvos de Bortles, Dede Westbrook (flex) é promessa de volume ao lado de Keelan Cole (flex), mas aprecie com moderação.

Bengals x Ravens

Embed from Getty Images

É difícil fazer uma boa previsão no duelo da AFC North porque Joe Flacco, que vem fazendo temporada decente, não deve jogar. Com isso, o jogo aéreo de Baltimore corre sério risco de não fluir a contento, o que diminui o valor de Michael Crabtree, John Brown, Willie Snead (flex) e Mark Andrews (TE2), apesar de os Bengals serem benevolentes com recebedores.

Cincinnati enfrenta os Ravens novamente sem seu principal recebedor (A.J. Green) e tendo que confiar em John Ross (flex), Tyler Boyd (flex), Alex Erickson (flex) e C.J. Uzomah (TE2) contra uma defesa forte em vários sentidos, mas que tende a ficar um bom tempo em campo se Lamar Jackson ou Robert Griffin III não controlarem a posse da bola.

Broncos x Chargers

Embed from Getty Images

Mais duelo em divisão, agora na AFC West. Os Chargers fazem bela campanha (7-2) com um ataque produtivo pelo chão e pelo ar. Mas o confronto não é fácil para os recebedores, que devem fazer jogo bom se forem acionados na endzone ou em big plays, caso de Keenan Allen (WR2) e Tyrell Williams (flex). Não é recomendável investir em Virgil Green ou Antonio Gates para a posição de TE.

Os Broncos fazem outra temporada difícil e seu jogo aéreo não acompanha o sucesso de Philip Lindsay e suas boas corridas. Ainda assim, Emmanuel Sanders (WR2) tem volume para ser escalado, com Courtland Sutton (flex) correndo por fora. Jeff Heuerman (TE2) teve 10 alvos e pode surpreender novamente. Se você tá procurando um tight end pra escalar, ele é uma alternativa com teto.

Raiders x Cardinals

Embed from Getty Images

Pra quem ensaiava uma campanha 0-16, até que ter 2 vitórias pouco após a metade da temporada regular é razoável. E a contagem tem grandes chances de ir a 3 contra o desarrumado time de Oakland. O conjunto Larry Fitzgerald (WR2), Christian Kirk (flex) e Ricky Seals-Jones (TE2), além do RB-Severino-faz-tudo David Johnson, só precisam fazer o básico para vencer os Raiders…

…Raiders estes que deixaram ir Amari Cooper, que não contarão com Martavis Bryant e Jordy Nelson, que perderam Marshawn Lynch na temporada semanas atrás…Jared Cook (TE1) é obrigação, afinal o time terá basicamente ele no jogo aéreo. Brandon LaFell (flex) é pra quem tá naquela liga de 16-20 times torcendo por um TD no 4º quarto.

Eagles x Saints

Embed from Getty Images

Saints e Eagles devem protagonizar mais um espetáculo pirotécnico na temporada, em que ataques aéreos confrontam secundárias questionáveis. Portanto, quem tem Michael Thomas, Tre’Quan Smith (WR2/flex), Alshon Jeffery (WR2), Golden Tate (WR2), Nelson Agholor (flex) e Zach Ertz (TE1), que escale e assista esse confronto que deve ter placar alto dos dois lados, ou ao menos do lado de New Orleans (caso o backfield dos Eagles não dê a devida sustentação ao jogo de passes).

Vikings x Bears

Embed from Getty Images

Sunday Night Football que promete duas defesas fazendo o possível para o placar ser baixo como prevejo. Nisso, eu acredito que Chicago tem um bom suporte com Jordan Howard e Tarik Cohen que permita mover mais as correntes através de Allen Robinson (WR2), Taylor Gabriel (flex), Anthony Miller (flex) e Trey Burton (TE2) do que os Vikings, que não devem investir igualitariamente no seu backfield, se concentrando mais em Dalvin Cook.

Apesar de tudo, Adam Thielen (WR1) será muito acionado, com Stefon Diggs (WR2) se beneficiando da forte marcação do lado oposto ao seu. Kyle Rudolph (TE2) será importante para Kirk Cousins converter terceiras descidas e conservar a posse de bola.

Chiefs x Rams

Embed from Getty Images

E a semana 11 terminará com outra queima de fogos, entre dois pesos pesados de suas respectivas conferências. Os Rams perderam Cooper Kupp, mas ainda contam com um corpo de recebedores versátil em Brandin Cooks (WR1), Robert Woods (WR2), Josh Reynolds (flex), Tyler Higbee (TE2) e Gerald Everett (TE2). O confronto não é bom para WRs, mas o ataque dos Rams não liga pra isso.

Outro ataque o qual não escolhe adversários, os Chiefs vão pra cima de qualquer um com as armas potentes que têm em Tyreek Hill (WR1), Travis Kelce (TE1), Demarcus Robinson e Chris Conley (ambos flex em ligas maiores). Sammy Watkins é questionável e não o recomendamos no momento.


É isso galera; escalem seus times com confiança e aproveitem a temporada, pois estamos no penúltimo mês de temporada regular…e passa rápido!

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.