Crônicas dos Confrontos – Semana 11 – Jogo Corrido

em

Fala, turma! Seguindo as crônicas da semana 11, falaremos um pouco sobre os principais nomes do jogo corrido e suas implicações e valores no fantasy football. Simbora!

COLTS X TITANS

Embed from Getty Images

A defesa dos Titans é a que menos cede pontos (fantasy) para os corredores adversários nessa temporada e isso certamente complicará a vida de Marlon Mack (Flex), que já teve problemas semana passada contra os Jags, quando conseguiu apenas 38 jardas totais com uma média de 2.4 jds/carregada. Ele tem certo apelo pela possibilidade de touchdowns e seu valor é de flex.

O nome mais confiável da partida na posição de running back atende por Dion Lewis (RB2), o homem do volume em tennessee e que deve manter seu bom piso de pontuação, ao contrário de Derrick Henry (Flex) que perde em piso, mas ganha em teto se continuar marcando TDs. Lembrem-se: Lewis tem o volume, henry tem a redzone, escale de acordo com as suas necessidades.

GIANTS X BUCCANEERS

Embed from Getty Images

Esse deve ser mais um jogo maravilhoso de Saquon Barkley (RB1), que não pontuou menos de dois dígitos em nenhuma partida desde que iniciou sua carreira na NFL e terá um confronto favorável diante de uma defesa tranquila para os RBs adversários.

O melhor jogador dos buccaneers na posição é o Peyton Barber, que deve ter um volume satisfatório na ausência de Ronald Jones e Jacquizz Rodgers pode ser uma aposta em ligas no formato PPR, já que ele recebeu 8 passes para 102 jardas na semana passada.. será que repetirá a dose aqui?

JAGUARS X STEELERS

Embed from Getty Images

Apesar dos confrontos complicados, temos aqui dois RBs de muito valor para o fantasy em James Conner (RB1) e Leonard Fournette (RB1). Pelos Steelers, a confirmação de que Bell não jogará em 2018 só tranquiliza quem confiou em Conner nesse ano, mantendo o excelente valor do jogador, independente do confronto.

Fournette, por outro lado, voltou de lesão e já entregou +22 pontos (ligas standard) na semana 10, premiando os que tiveram paciência e guardaram o jogador no fundo de seus elencos. Agora, Leo parece totalmente recuperado e volta ao seu valor original de draft, com o plus de estar descansado por quase não ter jogado nesse ano. Completando os Jaguars, T J Yeldon tem algum valor em ligas PPR e Carlos hyde deve ser evitado até conquistar algum espaço.

LIONS X PANTHERS

Embed from Getty Images

Os RBs principais da partida devem ir muito bem por aqui! Nos Lions, Kerryon Johnson (RB2) é confiável e deve entregar um bom jogo, com boas possibilidades de touchdowns e a ausência de recebedores confiáveis (Golden Tate trocado, Marvin Jones machucado) deve permitir certo espaço ao RB recebedor Theo Riddick (Flex em ligas maiores).

A defesa de Detroit é favorável aos running backs e Christian McCaffrey (RB1) vai aproveitar essa chance, principalmente depois da partida de 3 TDs contra os Steelers; o menino está jogando muito e deve ser um dos grandes pontuadores da posição na rodada.

FALCONS X COWBOYS

Embed from Getty Images

A dupla dos Falcons formada por Tevin Coleman (RB2) e Ito Smith (Flex) tem o seu espaço bem definido. O primeiro, possui um piso interessante e costuma entregar bons jogos, principalmente dentro de casa; já o calouro, é um jogador que costuma ir bem quando marca TDs. Dessa forma, a escalação fica dependendo das suas opções na posição.

Nos Cowboys, Ezekiel Elliott (RB1) tem uma oportunidade de ouro para pontuar de 15 pontos em diante, coisa que já fez 3 vezes em 2018. Desde que estreou na liga, Zeke é um dos RBs elites do fantasy e deve continuar seu caminho de alegria nesse confronto tranquilo que é a defesa dos Falcons.

RAVENS X BENGALS

Embed from Getty Images

Alex Collins (RB2) é um corredor que costuma ter a sua atuação muito em função do adversário e a boa notícia é que Cincinnati é uma avenida pronta para ser explorada por quem quiser. Além dele, é interessante perceber a divisão entre Javorius Allen e TY Montgomery para mensurar a participação de ambos agora que concorrem por espaço.

Poucas defesas dificultam mais o jogo corrido do que a dos Ravens e é possível que Joe Mixon (RB2) sinta um pouco disso, o que não me impede de confiar nele em algumas ligas em que o tenho. Além dele, Giovani Bernard? Somente em ligas PPR em que você estiver recheado de problemas!

REDSKINS X TEXANS

Embed from Getty Images

A linha ofensiva dos Redskins está toda remendada, cheia de desfalques e isso abateu o valor de Adrian Peterson, que se tornou um RB2 razoável para  a maioria das ligas, mas que deve ter suas melhores atuações ligadas aos touchdowns; a ausência de Chris Thompson permite, novamente, arriscar em Kapri Bibbs (Flex em ligas PPR) como um complemento nesse jogo corrido.

Os anos passam e Lamar Miller (Flex) continua sendo o mesmo jogador de sempre: muito piso, pouco teto. Ele nunca vai te decepcionar, mas dificilmente vai te surpreender positivamente e a escalação dele depende exclusivamente das suas opções.

CARDINALS X RAIDERS

Embed from Getty Images

Como é bom ver David Johnson (RB1) voltar a ser aquele jogador que vimos em 2016, né? DJ vem de seu melhor jogo na temporada e a defesa dos Raiders é um convite para a manutenção da boa fase.

O melhor fator para um analista de fantasy é a previsibilidade, já que o jogo se pauta muito na divisão de funções e volume dos jogadores envolvidos nas partidas; nesse momento, os Raiders permitem que confiemos no Doug Martin (Flex) nas ligas standard e no Jalen Richard (Flex), principalmente em ligas com pontos por recepção (PPR).

CHARGERS X BRONCOS

Embed from Getty Images

Assim como Barkley, Melvin Gordon ainda não pontuou menos do que dois dígitos na temporada, sendo a sua “pior pontuação” colocada na semana 3, com 14 pontos. Esse piso incrível, aliado ao teto demonstrado nas semanas 2,4,6 e 10 tornam ele um dos grandes jogadores de fantasy em 2018. Além disso, o confronto é favorável e ele deve aproveitar isso. finalizando os Chargers, Austin Ekeler (Flex em ligas maiores/PPR) terá uma boa oportunidade de se recuperar das atuações poucos convincentes nas últimas semanas.

Ao contrário do que os especialistas previam, Philip Lindsay veio do nada e se tornou o melhor RB dos Broncos na temporada e a defesa dos Chargers costuma facilitar a vida de running backs recebedores de passe, o que ajuda o jogador que costuma aparecer também dessa maneira. Ademais, veremos o retorno de Royce Freeman (Flex em ligas maiores), o que acaba com qualquer valor do Devontae Booker.

SAINTS X EAGLES

Embed from Getty Images

Você sabe quem é o jogador que só perde para Todd Gurley em pontos de fantasy nessa temporada na posição de RB? Alvin Kamara (RB1). Já passou da hora de entendermos que esse rapaz é uma máquina e está completamente envolvido no plano de jogo de Brees e companhia. Se você tinha alguma dúvida na situação dele com o retorno de Mark Ingram (RB2), já percebeu que pode ficar tranquilo. Aliás, sobre Ingram, eu respeito o front seven dos Eagles, mas entendo a escalação dele como algo que deve ser feito.

Nos Eagles, a bagunça do backfield mais confuso da NFL só aumenta semana após semana e, nesse momento, Josh Adams (Flex) é a minha principal indicação por aqui nas ligas tradicionais, da mesma maneira que Wendell Smallwood é o favorito nas ligas PPR e Corey Clement deve correr por fora nessa briga. Apesar disso, nunca esqueça que essa divisão costuma ser incerta e por vezes surpreendente.

BEARS X VIKINGS

Embed from Getty Images

Num jogo que apresenta duas defesas chatas para o jogo corrido adversário, só podemos confiar nos principais nomes envolvidos: os Bears vem com a força da dupla Tarik Cohen (RB2 em PPR/standard) e Jordan Howard (RB2 em ligas maiores). Em confrontos complicados, é mais fácil de vermos o RB mais dinâmico (no caso, Cohen) aparecendo com mais eficiência pelas chamadas mais criativas que costumam ser utilizadas.

A bye week dos Vikings veio na semana certa, principalmente para Dalvin Cook (RB2). Segundo informações, ele está 100% para o jogo e tem um talento fantástico que permite que confiemos nele. Existe um risco aqui? Com certeza, o fato é que ele está voltando de uma lesão complicada, entretanto, eu arriscaria nele se tivesse o jogador no meu elenco. Latavius Murray? Eu evitaria, já que ele só deve aparecer de maneira relevante se Cook sentir alguma coisa durante a partida.

RAMS X CHIEFS

Embed from Getty Images

Tem muita gente falando que esse duelo contemplará os dois melhores RBs da liga em 2018: Todd Gurley (RB1) x Kareem Hunt (RB1). Você concorda? Sendo isso verdade ou não, é inegável que esses caras estão on fire nessa temporada e prometem dar um show no MNF! Aproveite para assisti-los, a temporada regular (já) está acabando.

Terminamos aqui as nossas análises para o jogo corrido, pessoal. Dúvidas? Observações? Entrem em contato com a equipe do BrFF! Voltamos em breve com o jogo aéreo!

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.