Opções para reforçar seu time na waiver wire para a semana 12

Olá, caros amigos!

Ainda feliz pelo jogaço de ontem à noite no MNF, vamos a nossas indicações da semana:

Josh Adams, RB, Philadelphia Eagles

Semana passada o HC Doug Pederson prometeu aumentar a participação de Adams no time. E cumpriu, com sobra. Adams, o RB com estilo mais parecido com o do titular Jay Ajayi, teve 7 corridas para 53 jardas e 1 TD, e mais três recepções de passe. Parece pouco, mas nenhum dos outros RBs do time teve mais do que 2 carregadas. E ele participou de pelo menos o dobro de snaps dos colegas. Adeus, comitê de running backs. Além da eficiência (mais de 7 jardas por corrida), vale observar que o adversário, o potente New Orleans Saints, tem uma defesa que vem se mostrando sólida nas últimas semanas, e pontuou à vontade contra os pobres Eagles, o que prejudicou e muito o uso do jogo terrestre. Na próxima partida, os Eagles pegam os Giants, que vêm de ceder 106 jardas para Peyton BarberJosh Adams não apenas deve ser adicionado, mas escalado com confiança.

Lamar Jackson, QB, e Gus Edwards, RB, Baltimore Ravens

Esta última semana foi histórica na NFL por mais de um motivo. O massivo uso do jogo corrido pelos Ravens, por exemplo, praticamente não encontra paralelo na era do Super Bowl, que já leva 52 anos. Primeiro, o QB Lamar Jackson, o melhor prospecto de QB corredor desde Michael Vick, carregou a paçoca incríveis 27 vezes – maior número por um QB desde que a liga instituiu o Super Bowl como final da temporada – angariando 117 jardas (e estranhamente nenhum TD). Na rodada, apenas um RB correu mais vezes: Leonard Fournette, com 28. São 12 pontos de fantasy produzidos apenas com as pernas, o que joga seu valor, tanto de piso como de teto, para as alturas. O amigo tem noção do que era ter Michael Vick como seu QB no fantasy, quando ele estava no auge? Era uma vantagem quase desleal. Claro que Vick lançava bem melhor que Jackson, que ainda é um calouro, razão pela qual a qualquer momento o titular Joe Flacco pode voltar. Mas enquanto Flacco estiver fora, Jackson é uma opção interessante de streamer na posição.

Mais interessante foi o surgimento inesperado do RB não-draftado Gus Edwards, que tomou a posição do até então titular Alex Collins no meio do jogo. Edwards não perdeu tempo, correndo com autoridade e eficiência por 17 vezes para 115 jardas e 1 TD. Embora Baltimore tenha 4 RBs em seu elenco (completam o quadro o eterno Buck Allen e o recém-contratado Ty Montgomery), a expectativa é que Edwards seja o RB1 do time daqui por diante.

A propósito, se está parecendo que Baltimore correu muito, a impressão é verdadeira: foram 54 (!!!!) corridas no total, o que fez a equipe terminar com 38 minutos de posse de bola, contra apenas 22 minutos dos Bengals. Mesmo assim, o placar foi apertado: 24 a 21, o que torna a volta de Flacco uma possibilidade bastante real.

Josh Reynolds, WR, Los Angeles Rams

Reynolds mostrou, mais uma vez, que tem importância no ataque poderoso dos Rams na ausência de Cooper Kupp. Praticamente não saiu de campo (participou de 98% dos snaps), e terminou a noite com 6 recepções em 8 acionamentos, para 80 jardas e 1 TD. Volume considerável, e de quebra mostrou bastante entrosamento com Jared Goff. Claro que nem todo dia vai ser assim, mas os sinais são animadores.

Perdido na extravagância ofensiva do tiroteio de ontem, ficou o fato de que as defesas se portaram bem. O jogo corrido foi muito marcado, embora estivessem lá os monstros Todd Gurley e Kareem Hunt. Os QBs, mesmo com partidas estelares, sofreram bastante pressão, e as secundárias não se furtaram a fazer intervenções de impacto. Ao lado de dois ataques dos mais poderosos da história do esporte, as duas defesas garantiram um espetáculo difícil de esquecer. Parabéns e obrigado aos times, dos dois lados da bola!

Tre’Quan Smith, WR, New Orleans Saints

A atuação da semana passada, quando não teve nenhum acionamento e portanto nenhuma recepção, assustou os jogadores, que quase não adicionaram nem escalaram Smith na semana 11. Engraçado que antes da rodada eu estava lembrando que certa vez, quando Brandin Cooks era um dos alvos prediletos de Drew Brees, houve uma semana assim. Cooks participou de 100% dos snaps, e Brees nem olhou para o lado dele, que saiu completamente zerado de campo. Muita gente perdeu os jogos naquela semana por causa disso, e a comunidade do fantasy cunhou o termo “get the Cooks treatment”, quando um jogador de alto perfil é completamente ignorado no plano de jogo, por seu QB ou HC. Pois bem, naquele ano Cooks explodiu no jogo seguinte, exatamente como Smith fez agora. Por algum motivo, Drew Brees e o HC Sean Payton adoram dar o Cooks treatment a alguns de seus atletas. Acredito que seja para baixar a bola. Smith reagiu com 10 recepções em 13 acionamentos para 157 jardas e 1 TD, se tornando um dos principais WRs da rodada. Talento não lhe falta, e a tabela é extremamente favorável. O único problema é que deixou o jogo sentindo, e é dúvida para o que deve ser um passeio contra Atlanta; pode ser que mesmo escalado, ele seja poupado durante o jogo.

DJ Moore, WR, Carolina Panthers

Fez sua melhor partida do ano, com 7 recepções para 157 jardas e 1 TD. Seu entendimento com Cam Newton vem melhorando, e tem uma tabela fácil pela frente (Carolina ainda joga com Tampa Bay, Cleveland, Atlanta e duas vezes contra New Orleans). Vale a pena adicioná-lo, ver como se comporta contra a dura defesa de Seattle, e depois usá-lo nessa sequência que coincide com os playoffs do fantasy, com o bônus adicional de que Carolina vai estar em um luta grande por uma vaga no wild card.

Jonnu Smith, TE, Tennessee Titans

Pela primeira vez em três jogos, Smith não marcou um TD – mas teve sua partida de melhor volume, com 8 acionamentos para 6 recepções, e 44 jardas. Com a posição de TE do jeito que está, passou a integrar o grupo de TE1 do fantasy, especialmente se Marcus Mariota não perder nenhuma semana por contusão.

Anthony Miller, WR, Chicago Bears

A semana foi até discreta para Miller, que recebeu apenas dois passes. Mas foi também a quarta vez nas últimos seis jogos em que marcou um TD, o que mostra seu valor, sendo um dos alvos preferenciais de Mitch Trubisky na redzone. Nesta semana, pega o time do Detroit, uma mãe para os WRs adversários, e tem uma tabela boa para encerrar o ano.

Keke Coutee, WR, Houston Texans

O ultimo jogo, em que o QB Deshawn Watson não foi muito bem, mostrou que os Texans têm dois alvos de valor: o monstro Nuke Hopkins e Coutee, dono da posição de slot receiver. A única preocupação era com sua forma física, que parece não inspirar maiores preocupações. Com Demaryius Thomas sem produzir nada (que tristeza), Coutee é o outro WR de Houston que o amigo deve procurar.

Neste espaço, listamos alguns jogadores que têm valor pelas contusões ou baixo desempenho dos titulares. São os beneficiários da carniça:

Danny Amendola, WR, Miami Dolphins – O carrossel de contusões de WRs do time continua. Agora foi Jakeem Grant, que não volta mais este ano. Deve ser alguma coisa na água de South Beach. Amendola é o principal alvo do time, e nos últimos 5 jogos foi acionado 41 vezes, recebendo 31 passes.

Theo Riddick, RB, Detroit Lions O titular Kerryon Johnson não apenas tomou conta do backfield, mas virou alvo importante dos passes de Matthew Stafford. Esse volume deve ir para Riddick, que já tinha herdado uma boa participação na posição de slot com a saída de Golden Tate.

Mohamed Sanu, WR, Atlanta Falcons – Continua uma parte importante do jogo aéreo do time. É torcer pra pegar Matt Ryan num bom dia.

Jameis Winston, QB, Tampa Bay Buccaneers – Não, é sério. Famous Jameis está de volta!

Cameron Brate, TE, Tampa Bay Buccaneers – Infelizmente O.J. Howard é outro que vai pro estaleiro mais cedo, abrindo espaço para Brate voltar a ser relevante nos Bucs e no fantasy, e reeditar com vigor a parceria com o já citado Winston.

Boas compras e boa sorte na semana 12!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.