Crônicas dos Confrontos – Semana 13 – Jogo Aéreo

em

Fala, turma!

Depois da análise do jogo corrido, iniciamos aqui o terceiro ato das crônicas dos confrontos: jogo aéreo. Nesse espaço, faremos observações e traremos insights sobre as expectativas para WRs e TEs. Aproveitem!

GIANTS X BEARS

Embed from Getty Images

O NYG não tem muitas opções seguras diante dos Bears; diria que tirando Odell Beckham (WR1) não dá pra confiar completamente em ninguém. Sterling Shepard (flex +14) pode fazer uma graça nas ligas maiores, mas o risco dele decepcionar existe e Evan Engram (TE) está fora da partida.

As melhores opções dos Bears são Allen Robinson (WR2) e o TE Trey Burton, já que a ausência de Trubs diminui o valor dos outros recebedores (Anthony Miller e Taylor Gabriel) para flex em ligas maiores, no mesmo patamar que definimos para o Sterling Shepard, por exemplo.

PACKERS X CARDINALS

Embed from Getty Images

Com Jimmy Graham (TE) ainda voltando de lesão e como uma opção com certo risco associado (apesar do teto de pontuação interessante), Davante Adams (WR1) continua sendo uma das melhores escolhas na posição, sendo complementado pelo Marquez Valdes-Scantling, recebedor que caiu bastante nas últimas 3 semanas e passou a se tornar um cara arriscado para escalar.

O tempo passou e o fantasy coach que teve paciência ou buscou uma troca por Larry Fitzgerald (flex) na baixa, se deu bem. O lendário recebedor dos Cardinals voltou a jogar bem e deve fazer mais uma partida interessante por aqui, sendo complementado pelo Christian Kirk (flex +14). Vale ressaltar que o TE Ricky Seals-Jones pouco está fazendo em 2018, o que nos impede de olhar pra ele como opção.

JAGUARS X COLTS

Embed from Getty Images

Nesse momento, não dá para confiar/indicar nenhum recebedor dos Jaguars, que vão iniciar a partida com Cody Kessler no lugar do Blake Bortles, corroborando com a tese que esse ataque aéreo é uma confusão por si só. Dede Westbrook e Donte Moncrief podem ir bem, mas não dão nenhum piso pra confiarmos neles. Keelan Cole? Sai dessa, meu amigo.

Mesmo com a bagunça ofensiva, a defesa dos Jaguars segue sendo uma das melhores da liga e é complicada para recebedores adversários. Qual a solução? Confiar em quem tem volume, a lei máxima do fantasy. Nessa perspectiva, destacamos T.Y. Hilton (WR2), principal recebedor de Luck e Eric Ebron (TE) que, com a lesão de Jack Doyle, aumentará sua utilização durante o jogo e na redzone.

TEXANS X BROWNS

Embed from Getty Images

O cenário dos recebedores dos Texans está se dividindo bem desde a chegada de Demaryius Thomas (flex), alvo na redzone, Keke Coutee (questionável) como a terceira arma e, obviamente, DeAndre hopkins (WR1) como principal jogador desse corpo.

Até a semana 8, Jarvis landry carregava uma incrível média de 11 alvos por jogo no Cleveland Browns. No entanto, desde a mudança na comissão técnica, esse número caiu para menos de 6 targets por jogo, o que demonstra uma mudança no estilo de jogo da equipe. É fato que isso diminui o valor de Landry (flex), mas a situação pode mudar, ele ainda é o principal WR da equipe que ainda conta com Antonio Callaway para os desesperados e David Njoku (TE) como uma ótima opção para a rodada.

BUCCANEERS X PANTHERS

Embed from Getty Images

É provável que Mike Evans (WR1) seja um dos recebedores mais subestimados de toda a NFL, já que o jogador faz grandes trabalhos todos os anos e em 2018 não vem sendo diferente. Complementando os Buccs, a ausência de DeSean Jackson aumenta o valor de Adam Humphries e Chris Godwin para flex, além do TE Cameron Brate, que também se beneficia com uma lesão (O.J. Howard).

Nos últimos anos, a posição de WR sempre foi um problema para os Panthers e esse foi o principal motivo para a equipe investir uma escolha de 1ª rodada no D.J. Moore (WR2) que, aos poucos, vem se mostrando uma opção confiável. Claro, a lesão de Devin Funchess ajuda Moore, assim como auxilia no volume de Curtis Samuel (flex +14). Finalizando os Panthers, não podemos esquecer do melhor recebedor desse time, o TE Greg Olsen.

DOLPHINS X BILLS

Embed from Getty Images

Achou que teria opções de recebedores nesse jogo?

achou errado

E adivinha? Falo isso com tranquilidade. Ok, depois dessa enrolação cheia de referências vamos aos fatos: DeVante Parker (MIA) e Kenny Stills (MIA) são as melhores apostas aqui e isso chega a doer.

Zay jones (BUF) e Kelvin Benjamin (BUF) são os nomes sempre falados nos Bills e Robert Foster (BUF) teve duas semanas muito boas e você pode arriscar nele se não souber o que fazer, apesar de não ter garantia de nada.

BENGALS X BRONCOS

Embed from Getty Images

Se dá para ter algum alento com a perda de Andy Dalton, ele vem pelo retorno de A.J. Green, principal recebedor da equipe e que se declarou pronto para voltar a jogar. Ainda não dá para saber qual será a sua utilização, então Green tem valor de flex nesse retorno. Além dele, Tyler Boyd (WR2) ainda deve ser o grande recebedor da equipe nesse domingo, sendo ambos complementados pelo TE C.J. Uzomah, para quem quiser arriscar muito.

As expectativas de um bom jogo para Case Keenum se estendem aos seus principais alvos, os WRs Emmanuel Sanders (WR2) e Courtland Sutton (flex); reforçamos por aqui que a equipe perdeu o TE Jeff Heuerman, o que pode beneficiar Matt LaCosse com alguns alvos importantes.

FALCONS X RAVENS

Embed from Getty Images

Vai ser legal assistir o duelo entre os ótimos recebedores dos Falcons e a também ótima secundária dos Ravens nessa partida. Os valores de Julio Jones (WR1) e Calvin Ridley (flex) não variam tanto pelo adversário quanto os de Mohamed Sanu e Austin Hooper (TE), opções com certo risco nessa semana pela possibilidade de verem menos bolas em sua direção.

As armas de Baltimore dependem da evolução de sintonia com o novo QB, Lamar Jackson, o que complicou um pouco a vida de Michael Crabtree (flex +14), dependente de TDs nesse momento; John Brown e Willie Snead parecem ainda mais arriscados enquanto não mostrarem nada com Lamar.

LIONS X RAMS

Embed from Getty Images

A lesão de Marvin Jones tirou o jogador do resto da temporada, ou seja, Detroit passa a ser “All Golladay” até o final do ano; esse volume garante um ótimo valor ao Kenny Golladay (WR2) e permite arriscar em Bruce Ellington (questionável) como a 2a opção de Stafford nesse ataque, caso você esteja completamente desesperado.

Nos Rams, a situação é simples e parece estar definida: Brandin Cooks (WR1), Robert Woods (WR2), Josh Reynolds (flex) e Gerald Everett (TE) são os alvos que possuem relevância para o fantasy.

RAIDERS X CHIEFS

Embed from Getty Images

Se tem alguém que deve aproveitar o confronto favorável contra os Chiefs, esse é o TE Jared Cook, uma das melhores opções da posição nessa semana. Além dele, estão por lá Marcell Ateman e Jordy Nelson, que não são interessantes pela incerteza de utilização.

A ausência de Sammy Watkins só garante o que já sabíamos: Tyreek Hill (WR1) e Travis Kelce (TE) vão ACABAR com secundária dos Raiders nessa partida. Além deles, Chris Conley deve aproveitar as oportunidades e pode ser aquele cara que ninguém está olhando e que você pode ter no seu time se estiver mal na posição.

TITANS X JETS

Embed from Getty Images

Depois de salvar muita gente no MNF, Corey Davis (WR2) deve ter outra semana positiva contra os Jets, já que a tendência é que Mariota vá bem e ele é seu principal recebedor. Além dele, apenas o TE Jonnu Smith é realmente relevante nesse ataque aéreo.

Quincy Enunwa (flex) parece estar, aos poucos, recuperando o volume do início da temporada após lesão que o afastou de várias semanas; Robby Anderson é opção sem piso e com teto, dependente de uma big play que nessa semana é improvável e o TE Chris Herndon é arriscado pelo confronto, mas possui piso interessante.

PATRIOTS X VIKINGS

Embed from Getty Images

Apesar do confronto desfavorável, as principais armas dos Patriots (Julian Edelman (WR2), Josh Gordon (WR2) e o TE Gronkowski) têm valor praticamente garantido independente do adversário.

Falando em valor, Adam Thielen (WR1) e Stefon Diggs (WR2) são dois caras que já são confiáveis em qualquer partida, imagina contra a inconstante defesa dos Patriots? A ótima dupla dos Vikings é complementada pelo TE Kyle Rudolph, que ressuscitou dos mortos, viu 7 bolas lançadas em sua direção (recebeu todas) e conseguiu 63 jardas, seu recorde nessa temporada.

SEAHAWKS X 49ERS

Embed from Getty Images

Os recebedores dos Seahawks devem ir bem nesse jogo contra a defesa dos 49ers, que apesar de não ser tão ruim quanto parece, permite espaços em determinados momentos, o que favorece Tyler Lockett (WR2), Doug Baldwin (flex) e David Moore (flex+14). Nick Vannett? Saiba que ele vai depender de touchdown para ir bem.

A quantidade de lesões no ataque dos 9ers é assustadora e isso traz volume aos sobreviventes, que no caso são Dante Pettis (flex+14) e o ótimo George Kittle (TE), além de Kendrick Bourne, que é arriscadíssimo.

STEELERS X CHARGERS

Embed from Getty Images

Nos Steelers, a divisão é bem consistente com Antonio Brown (WR1) fazendo muitos TDs, Juju Smith-Schuster (WR2) sendo o cara da posse e jardas e Vance McDonald (TE) como rota de escape e jogador para oportunidades de redzone.

A temporada de Philip Rivers é boa o suficiente para que ele consiga alimentar diversos alvos; Keenan Allen (WR2) é o principal deles e sempre tem jardas interessantes, bombando quando faz touchdowns, Mike Williams (flex) é um alvo espetacular na redzone, apesar de não possuir tanto piso, e Tyrell Williams (flex +14) é costumeiramente interessante, mas está voltando de lesão nessa semana e deve ter pouco volume. Antonio Gates (TE)? Relevante quando fizer TD.

EAGLES X REDSKINS

Embed from Getty Images

Os principais nome da partida estão do lado dos Eagles e são Alshon Jeffery (WR2) e Zach Ertz (TE), jogadores sólidos na maioria das semanas e que serão complementados por Golden Tate (flex+14), que ainda não fez nada na nova equipe, mas é talentosíssimo e Nelson Agholor, que parece praticamente fora do plano de jogo do time.

QBs reservas que ganham oportunidades (nesse caso, por lesão) costumam preferir passar para TEs por esses serem alvos teoricamente mais “seguros” e é isso que Colt McCoy está fazendo com o Jordan Reed. O jogador evoluiu muito nas últimas semanas e é boa opção para a rodada; entre os WRs, o único com custo-benefício de aposta que é aceitável se chama Josh Doctson.

As crônicas dos confrontos se encerram por aqui, assim como a temporada regular da grande maioria das ligas pelo mundo. Esperamos ter te ajudado nessas 13 semanas e continuaremos o trabalho no momento mais decisivo do ano: playoffs. Voltamos na próxima semana, com mais crônicas dos confrontos!

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.