Crônicas dos Confrontos – Semana 13 – Jogo Corrido

Salve galera! Já leu sobre quarterbacks? Então vamos ver como nossos corredores podem se sair nesta semana importante, tanto lá quanto aqui no fantasy!

Broncos x Bengals

Dois times de campanha igual (5-6) se enfrentam para se manter na briga pelos playoffs. No caso, pelas mesmas vagas de Wild Card na AFC.

Os Broncos, de Phillip Lindsay (RB1), vêm embalados com vitórias sobre times que devem estar na pós-temporada, como Chargers e Steelers, enquanto os Bengals, de Joe Mixon (RB1) estão na descendente após perderem para Saints, Ravens e Cleveland.

Sem seu QB titular (Dalton), Cincinnati precisa de muita raça pra acompanhar Denver, pois os jogadores estão fechados com o contestado head coach Vance Joseph e podem levar esse time a brigar com os Colts para acompanhar os Chargers (creio) no Wild Card.

Cardinals x Packers

Dois times que jogam mais pela honra que por qualquer coisa. (Praticamente) eliminados, os Packers ainda sonham, mas a combinação de fatores é tão improvável que é mais fácil ganhar na loteria a essa altura do campeonato. Do outro lado, os Cardinals já estão fazendo as contas de onde vão escolher um prospecto defensivo de elite no próximo draft.

Em relação ao confronto, prevejo vitória de Green Bay com caminhos livres para Aaron Jones (RB1) mostrar para Mike McCarthy que correr com a bola ainda é um bom negócio.

David Johnson (RB2), por sua vez, vai encontrar um box ainda potente que lhe dará mais chances nos passes que nas investidas terrestres.

Panthers x Buccaneers

christian-mccaffrey-ftr_ggy0yxlkknx31sp74ld0tz7or

Christian McCaffrey (RB1). Dá até gosto escrever o nome de CMC por extenso, dado o talento demonstrado e o bom confronto pela frente. Ele tem teto para repetir ou superar a pontuação contra os Seahawks, e vencer, que é o mais importante!

Os Bucs fazem uma temporada aguerrida e confusa…tinham tudo pra estar 0-11, mas mágicas aqui e ali produziram vitórias este ano. No reencontro dos times, Peyton Barber (flex) não deve ir muito longe e fazer um jogo discreto para quem precisa de um titular.

Ravens x Falcons

lamar jackson
Se pudesse ser escalado como RB, ele seria o meu RB1…

Os Ravens continuam passando embaixo do radar e se mantendo na briga por playoffs nos últimos anos, graças a sua defesa sempre forte. Nesse contexto, e após a ida de Alex Collins para a Injured Reserve, Gus Edwards tem teto de RB1 no fantasy essa semana, mas é importante ver se ele estará saudável (é questionável) para vencer Atlanta (é o que aposto). Kenneth Dixon (não escale agora) é quem sai da IR para manter o efetivo de RBs do time.

Do lado dos Falcões da Geórgia, Tevin Coleman (flex) é uma aposta boa só pra ligas maiores. Não é culpa dele, mas de um ataque que não passa de 20 pontos há algumas semanas e não será contra os Ravens que isso deve acontecer.

Colts x Jaguars

Jogo de divisão não é brincadeira, não! E na AFC South, que deve ver um novo campeão esse ano, mais ainda. Os Colts estão em boa posição para alcançar, no mínimo, o Wild Card e joga contra os ex-campeões da divisão, Jaguars.

tj yeldon.jpg

É um jogo ruim para RBs, mas ninguém vai deixar de escalar T.J. Yeldon (RB2) já que Leonard Fournette está suspenso depois de brigar em campo semana passada. Os Colts vêm de Marlon Mack (flex com upside) e devem usá-lo o máximo possível para martelar o front seven dos Jaguars, cujo ataque virá com QB “novo” (Cody Kessler).

Bears x Giants

Quem ama a NFL e torce para os Packers (eu rs) queria vê-los no lugar que os Bears ocupam na Conferência Nacional (8-3 e contando), mas eu fico até feliz de saber que essa liga continua surpreendendo. E que diferença Matt Nagy e Khalil Mack estão fazendo nesse time (fora os vários destaques defensivos).

tarik cohen.jpg

Voltando ao nosso tema, essa semana eu quero ver Tarik Cohen (RB1; aqui é por minha conta) costurar essa defesa dos Giants com sua versatilidade. Jordan Howard (flex) perdeu força e importância com seu jogo previsível e pouco ou nenhum apoio nos passes, fator essencial no football moderno.

Saquon Barkley (flex, pois eu preciso dizer) será seu titular que eu sei. Mas não crie grandes expectativas contra uma das grandes (literalmente) defesas deste ano.

Bills x Dolphins

lesean mccoy.jpg

Mais um clássico divisional, agora pela AFC East, no qual as poucas chances de playoffs de Miami se encontram com a temporada inconstante de Buffalo. Nisso, LeSean McCoy (RB2 com upside) será o RB, o WR e o TE de Josh Allen.

Os Dolphins teriam um dos RBs mais consistentes de fantasy se Kenyan Drake (RB2) e Frank Gore (flex em ligas maiores) fossem um só jogador; como não o são, não é possível enxergar um bom piso (nem teto) pra eles no confronto.

Rams x Lions

Todd Gurley

Um jogo de pontas inversas da NFC: Rams já estão de olho no descanso em semana de wild card e com as cartas na mão para garantir mando de campo até a final da conferência; os Lions, fora de disputa, tentam fazer bons jogos aqui e ali no seu já iniciado processo de melhoria do time após as escolhas de draft deste ano.

Sobre a partida: Todd Gurley (RB1) entra em campo com a responsabilidade de dar ao seu time (Rams e você) a consistência ofensiva para acumular as vitórias que o time precisa para se manter no esperado seed #1; por Detroit, LeGarrette Blount (RB2), mais uma vez, comandará o backfield enquanto Kerryon Johnson recupera seu joelho.

Browns x Texans

Esse jogo será interessante! Se, por um lado, os Browns dependem de inúmeros fatores para alcançar uma vaga nos playoffs, os Texans comandam a AFC South com boas chances de passar à pós-temporada como um dos 4 primeiros da conferência.

A verdade é que os Browns estão jogando como um contender depois de tantas mudanças positivas (saiu Hue Jackson, Baker Mayfield é um QB de mentalidade vencedora etc.).

Com relação às trincheiras, trata-se de um confronto de bons corredores em Lamar Miller (RB2) e Nick Chubb (RB2), que teriam melhor upside se fossem mais acionados em jogo aéreo, embora Chubb venha esboçando isso nas últimas partidas.

Alfred Blue e Duke Johnson (flex em ligas maiores) são os caras que têm mais chances de pegar passes, mas devem ver poucos snaps no confronto em os titulares são proeminentes, portanto são dependentes de um TD (quem sabe?) para mitar em ligas 14+.

Chiefs x Raiders

Como começar este trecho sem falar de Kareem Hunt dispensado pelos Chiefs após um ato inominável? Dito isso, vamos em frente.

Os opostos se enfrentam na AFC (West): Chiefs só precisam continuar vencendo para ter mando de campo até a final da conferência, enquanto os Raiders estão no caminho certo para ganhar mais uma escolha de primeira rodada em 2019.

Quem não buscou Spencer Ware (RB2 com upside) na free agency não está jogando fantasy como se deve (antes, durante e depois das partidas). Agora é tarde e Ware tem teto de RB1. Talvez Damien Williams (flex em ligas maiores) tenha chances na redzone, mas observe.

O confronto é favorável para os RBs de Oakland, por mais que seja contra o melhor time da AFC até então. Mas quem se dará bem entre Doug Martin e Jalen Richard? Eu aposto no experiente Martin, ainda mais com toda a ênfase que seu head coach dá ao jogo corrido. O teto é de RB1 também, mas veja as suas opções antes de colocá-lo no slot de RB ao invés de flex.

Jets x Titans

Os Titans estão numa discreta caça por um posto no Wild Card, mas a disputa é boa na conferência. Já os Jets, de QB novo (e machucado aqui ou ali) estão em posição para buscar um pass rusher em 2019. O confronto pode pender para qualquer dos lados, na minha humilde visão.

Tennessee esperava correr melhor com a bola tendo Dion Lewis (RB2) e Derrick Henry (RB3/flex em ligas 14+) em seu backfield. Contra os Jets, não é de se esperar tantos gaps e vacilos do front seven.

Para New York, Isaiah Crowell tá mais pra flex em liga grande do que RB2 do seu time, pois o confronto é difícil.

Vikings x Patriots

Dois times pesados em vários sentidos, com menos vitórias do que eu esperava a essa altura. Certo que os Vikings enfrentaram Saints, Rams e Bears, únicos times a sua frente na NFC. Já os Patriots perderam para Detroit, Blake Bortles e Tennessee. Blake Bortles é intencional aqui. Como assim, Bill Bellichick? Mas enfim…

james white

Esse jogo será brigado e aéreo. Tratam-se de duas defesas que contêm os backfields adversários. Portanto, James White (RB2) é o cara do upside aqui, pois contribui efetiva e constantemente no setor, tanto que é uma das joias no PPR. Sony Michel (flex 14+) é aposta de goal-to-go.

Se você lembra o que eu falei sobre Drake/Gore, vai entender porque repito aqui com Dalvin Cook e Latavius Murray (flex). Juntos eles são mais fortes; separados, são inconstantes. Aposto em vitória dos Patriots com show de Brady Airlines (contrariando a aposta de meu nobre colega Matheus Mendes no artigo de QBs 🤣).

49ers x Seahawks

Em outro confronto da NFC (West), Seahawks e 49ers vivem realidades distintas: Seahawks querem vitória em toda partida para chegar aos seeds #5 e #6, e os 49ers querem vencer pela honra e para prejudicar o rival de divisão.

É um jogo bom para os corredores Chris Carson (RB2) e Matt Breida (RB1), já que os front seven têm permitido boas partidas aos RBs adversários. Os demais (Penny, Davis, Morris) dependem de jogadas situacionais (big plays e TDs) para se destacar.

Chargers x Steelers

Sunday Night Football envolvendo dois pesos pesados da AFC: Chargers e Steelers são dois ataques muito fortes, porém com suas fraquezas defensivas, mais pro jogo aéreo que corrido.

Pois bem. Austin Ekeler e James Conner (ambos RB2) serão marcados com mira a laser na partida, mas não significa que não terão participação efetiva, e terão, sobretudo Ekeler que é quem melhor se porta recebendo passes (proporcionalmente). Quem tem seu Melvin Gordon que aguarde pacientemente um retorno tardio.

Há quem diga que Justin Jackson é um sleeper nesta e nas próximas semanas; eu prefiro observar os snaps que JJ terá.

Quem ganha? Steelers por pouca margem, creio.

Redskins x Eagles

E o Monday Night Football traz o último dos confrontos de rivais da semana, agora na NFC East: os Redskins, em queda livre, tentam fazer frente aos Eagles de Carson Wentz, não muito diferentes na temporada. Os Cowboys, líderes da divisão, assistem a tudo com tranquilidade (e fazendo figa por um empate).

E o que esperar dos backfields? Boas atuações de Adrian Peterson (RB1) e Josh Adams (RB2), com participação especial de Chris Thompson (assim espero, após voltar de lesão; flex). Colt McCoy certamente precisa de um cara pra receber passes no backfield.

Esse jogo pra mim não tem favorito.


É isso galera; agora sigam para nossas observações do jogo aéreo, preparem seus times e aproveitem uma das últimas semanas de temporada regular! Abraço a todos!

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.