Crônicas dos Confrontos – Semana 14 – Titans x Jaguars

It’s time!

Depois de confrontos decididos nos detalhes, lesões doídas, trocas frenéticas e tudo que envolve o fantasy, finalmente chegamos nos playoffs! Essa é a realidade para a grande maioria das ligas e, se você não conseguiu vaga na pós-temporada, aproveite o consolation para continuar se divertindo enquanto ainda temos NFL (você vai sentir falta).

No mata-mata, cada escolha se torna ainda mais importante e é pensando nisso que traremos a crônica desse TNF entre Titans e Jaguars. Sem mais delongas, simbora!

QUARTERBACKS

Os Titans (6-6) precisam da vitória para que a briga pelo WC da AFC se torne real. Para isso, Marcus Mariota precisa continuar jogando como nas últimas semanas (+20 fantasy points em 4/5 dos últimos jogos). Entretanto, o adversário que parou Andrew Luck na semana passada deve complicar a vida do Marquito, que é opção arriscada pelo piso baixo diante da defesa dos Jags.

Se Mariota é arriscado, o que falar de Cody Kessler? Simplesmente, não tem o menor motivo para confiar em quarterbacks dos Jaguars nesse momento da temporada, já que o Cody passou para míseras 150 jardas, sem TDs ou INTs e enfrenta uma defesa competente nessa partida.

JOGO CORRIDO

A sequência do Dion Lewis (flex) é bem preocupante quando pensamos na confiança de sua produção, combinando para menos de 20 pontos nas últimas 4 semanas e se tornando um cara arriscado nas ligas menores. Se você vai apostar nele, saiba que ele tem potencial, mas não te garante piso. Além dele, Derrick Henry (flex) continua sendo o jogador “TD dependente”, que vai bem de acordo com as oportunidades de redzone e o seu estilo de jogo/opções são as balizas para pensar nele ou não.

Depois da suspensão na semana passada, Leonard Fournette (RB1) está de volta ao backfield dos Jaguars e o confronto desfavorável não assusta, pois o volume tende a ser gigantesco e jogadores físicos costumam vencer defesas cansadas. Finalizando os Jags, T J Yeldon e Carlos Hyde não são boas opções com o retorno de Leo.

JOGO AÉREO

As principais escolhas aéreas da partida vem da parte Tennessee e são o bom WR Corey Davis (WR2) e o TE Jonnu Smith, que é opção interessante nas ligas maiores. A terceira “força” desse setor é o Tajae Sharpe, arriscado contra a talentosa secundária adversária.

Como já adiantamos, a inconsistência na posição de quarterback afeta demais os recebedores dos Jaguars: Donte Moncrief e Dede Westbrook têm valor de flex nas ligas muito grandes e, ainda assim, muito risco associado, mesmo sendo os principais alentos da equipe nessa perspectiva.

E você, vai arriscar em alguém nessa partida? Restou alguma dúvida sobre um jogador? Fale conosco e vamos saborear o finalzinho da temporada de fantasy em 2018. A crônica de hoje fica por aqui, boa sorte para vocês na pós-temporada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.