Crônicas dos Confrontos – Semana 14 – Jogo Corrido

em

A segunda parada das crônicas dos confrontos é na posição de running back, principal peça do fantasy football. Acertar nessa posição é crucial para ganhar um confronto de mata-mata e estamos aqui para te ajudar. Vamos nessa!

JETS X BILLS

Embed from Getty Images

Cuidado com o Isaiah Crowell (flex) para essa semana. Não me levem a mal, eu até gosto dele para o fantasy, mas o RB dos Jets está listado como questionável e isso nunca é bom para um corredor físico como Isaiah. Diante disso, vale olhar para Elijah McGuire como opção aos desesperados, no caso de Crowell agravar seus problemas.

Diante da defesa dos Jets, acredito no LeSean McCoy (RB2) nessa semana. Independente do que for, ele ainda é o melhor jogador desse ataque e deve ter uma semana das boas nesse jogo.

GIANTS X REDSKINS

Embed from Getty Images

Saquon Barkley (RB1) é um dos melhores RBs de fantasy em 2018 e minha previsão para a partida indica New York usando bastante o calouro (como sempre), tanto no jogo corrido quanto recebendo passes, já que a ausência de QB pelo lados dos Redskins deve encurtar suas campanhas e, consequentemente, sobrecarregar sua defesa em relação ao tempo dentro de campo.

Nota do editor: com Odell Beckham Jr. de fora da partida, o volume de Barkley tende a ser ainda maior.

A tendência é que Adrian Peterson (RB2) seja brutalmente utilizado nessa partida e, como sempre dizemos, o volume é a lei! AP já provou que ainda pode fazer estragos aos 33 anos e tem um bom valor nesse jogo. Além dele, Chris Thompson (flex 14+) parece finalmente estar recuperado da lesão que o afastou por muito tempo esse ano e pode ser relevante, principalmente em ligas PPR.

SAINTS X BUCCANEERS

Embed from Getty Images

O valor da dupla Alvin Kamara (RB1) e Mark Ingram (RB2) se mantém, mesmo após a partida abaixo das expectativas contra os Cowboys na semana 13. Diante dos Buccs, a dupla de New Orleans tende a ir muito bem!

Se continuar marcando TDs, Peyton Barber (flex) vai continuar sendo relevante para o fantasy; escalar um jogador que só pontua dois dígitos quando chega na endzone é um pouco arriscado nas ligas menores, mas pode ser interessante nas maiores.

PATRIOTS X DOLPHINS

Embed from Getty Images

Por falar em dupla de RBs, Sony Michel (RB2) e James White (RB2) estão na mesma prateleira de valor, apesar do primeiro possuir um teto maior. Os Patriots costumam ter problemas contra os Dolphins em Miami e estabelecer o jogo corrido será fundamental para o sucesso da equipe.

Nos Dolphins, o principal nome da posição segue sendo Kenyan Drake (flex), apesar do complemento interessante de Frank Gore (opção mais arriscada), já que Drake é, basicamente o cara dos touchdowns terrestres.

RAVENS X CHIEFS

Embed from Getty Images

Em Baltimore, Gus Edwards (RB2) é de verdade e a construção da pontuação principalmente por jardas, anima. É o típico jogador que possui um piso animador e que, quando faz TD, te ajuda demais.

Spencer Ware (RB2) assumiu a titularidade dos Chiefs na semana passada e correspondeu com +11 fantasy points (standard), ganhando o volume e ritmo como esperávamos. Entretanto, equilibre as suas expectativas diante da defesa que menos cede pontos aos RBs na temporada.

COLTS X TEXANS

Embed from Getty Images

Semana passada, os Colts simplesmente não existiram contra os Jaguars, o que não deve se repetir por aqui. Não que o confronto seja favorável, mas Marlon Mack (flex) promete uma boa pontuação nesse jogo. Ainda em Indianapolis, Nyheim Hines é opção melhor em PPR do que em standard.

A sequência é boa, o confronto não assusta e Lamar Miller (RB2) vem jogando muito bem nas últimas semanas, entregando 4/5 dos últimos jogos com +10 pontos e acredito que isso se repetirá nesse domingo.

FALCONS X PACKERS

Embed from Getty Images

Além dos problemas defensivos, outro ponto prejudicial aos Falcons nessa temporada é o jogo corrido. Desde a semana 10, Tevin Coleman (flex) vem fazendo um trabalho sem sal e se não aproveitar a oportunidade nesse domingo, não terei como defendê-lo. Ito Smith? Dependerá de TDs para ser relevante.

Aaron Jones (RB1) marcou touchdowns nas últimas 4 partidas e você não leu errado, ele tem sim valor de RB1 para o seu time de fantasy contra a defesa dos Falcons na semana 14.

PANTHERS X BROWNS

Embed from Getty Images

A sequência absurda do Christian McCaffrey (RB1) no último mês o coloca como uma das principais armas de fantasy do ano. Confiar em CMC é sinônimo de alegria e Cleveland não costuma dificultar a vida de RBs, o que é ótimo sinal para o jogador dos Panthers.

O confronto é chato, mas Nick Chubb (RB1) é outro que vem tendo seu valor consolidado pela produção dos últimos tempos. Não podemos discutir com os números e ele fez 70 pontos (standard) da semana 10 até aqui , sendo um dos 5 melhores RBs no período. Ainda nos Browns, Duke Johnson foi mal depois da bye week e é opção arriscada.

BRONCOS X 49ERS

Embed from Getty Images

O sucesso recente dos Broncos passa diretamente pelo crescimento na produção do Phillip Lindsay (RB1), mais um nome não tradicional com valor de RB1 nesse início de playoffs do fantasy; para os que gostam dos jogadores dependentes de TDs e que precisem arriscar em seus times, Royce Freeman é uma opção diferente.

A hype no Jeff Wilson (RB2) está nas alturas e é bem possível que o corredor dos 49ers corresponda contra os Broncos com uma pontuação de dois dígitos. Se você não tem medo de arriscar em jogadores sem histórico de pontuação, ele é uma ótima pedida.

BENGALS X CHARGERS

Embed from Getty Images

Apesar da ausência de Andy Dalton prejudicar, Joe Mixon tem valor que fica entre RB1 e RB2, a depender do tamanho da liga e enfrentar os Chargers pode ser interessante para que ele consiga ter uma boa semana mesmo nesse ataque confuso.

Nos Chargers, Melvin Gordon segue fora e não enfrentará Cincinnati, o que abre espaço tanto para Austin Ekeler (RB2) quanto para Justin Jackson (flex) irem bem diante da defesa que mais permite pontos aos RBs adversários.

LIONS X CARDINALS

Embed from Getty Images

A ausência de Kerryon Johnson mantém as portas abertas para LeGarrete Blount (flex) castigar a 2a defesa que mais cede pontos aos RBs. É bem possível, inclusive, que Blount faça pelo menos um TD e ajude os que confiarem nele. Além dele, Theo Riddick (flex 14+) também continua com o valor das últimas semanas, sendo usado ou não a depender das suas opções.

O piso de David Johnson (RB2) segue relevante na confiança para a escalação do jogador como um dos pilares do seu time. Ademais, 3 semanas sem TD? Estou achando que esse jejum vai acabar contra Detroit…

STEELERS X RAIDERS

Embed from Getty Images

A lesão do James Conner fez com que seus fantasy coaches fossem correndo buscar o Jaylen Samuels, com razão. Nessa rodada, Samuels tem valor de RB2 contra Oakland. Pelos Raiders, Doug Martin (questionável) e Jalen Richard têm valor de flex diante de uma defesa que costuma complicar a vida dos corredores.

EAGLES X COWBOYS

Embed from Getty Images

Desde que teve oportunidades, Josh Adams (flex) se consolidou como o melhor running back disponível no backfield dos Eagles, se tornando o cara do jogo corrido em Philly. Nessa semana, ficaria com um pé atrás por causa do confronto, mas escalá-lo não é errado ou incoerente.

Além da evolução do Dak, um dos principais motivos do bom momento dos Cowboys se chama, obviamente, Zeke Elliott (RB1). O ótimo RB de Dallas está on fire nas últimas semanas e deve continuar destruindo as defesas que surgirem pela frente.

RAMS X BEARS

Embed from Getty Images

Não tem ninguém mais confiável do que o Todd Gurley (RB1) no fantasy em 2018. Dito isso, as dificuldades demandadas pela defesa dos Bears serão contornadas pela criatividade de Sean McVay nas chamadas e Gurley terá papel fundamental nisso.

Já podemos dizer que o Tarik Cohen (RB2) é o RB mais relevante dos Bears nesse ano, o que abala um pouco o valor de Jordan Howard (flex). Além da produção que já era interessante nos últimos jogos, Trubisky está de volta e os dois RBs devem ter mais tempo em campo por causa disso.

SEAHAWKS X VIKINGS

Embed from Getty Images

No MNF, Chris Carson (RB2) deve ser o único corredor relevante de Seattle diante da boa defesa dos Vikings. Dessa forma, Rashaad Penny (flex 14+) se mostra como uma opção arriscada para esse jogo.

Saudável, Dalvin Cook (RB2) é uma ferramenta de pontos no fantasy. Pelos últimos jogos, ele vem mostrando cada vez mais confortável e deve dar trabalho ao front seven dos Seahawks no fechamento da rodada da NFL.

É isso, meus amigos! O último ato das crônicas vem na análise do jogo aéreo, onde colocamos nossa opinião sobre WRs e TEs. Fica ligado!

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.