5 Sleepers para a Temporada 2019

em

O conceito do que é um Sleeper no fantasy é muito amplo, por isso vale a explicação do meu parâmetro para a classificação de um. Nessa lista estão jogadores que estão sendo draftados após a 8ª rodada e que ficariam no banco do seu time no fantasy, abaixo de WR3, RB3, TE1 ou QB1, mas, apesar da posição, têm potencial para virarem titulares e mudarem a temporada do seu time e garantir algumas valiosas vitórias. Quando seus colegas de liga estiverem draftando defesas e Kickers, você seleciona esses jogadores e estará se assegurando que tem um banco capaz de passar pelas semanas de bye e sobreviver por lesões.

Obs: Como fonte do ADP (posição média de draft) dos jogadores da lista foi usado o site Fantasy Football Calculator e a pontuação da liga foi de Half PPR.

Dede Westbrook – WR/JAX (ADP: 8.06/WR: 37)

Dede Westbrook está em sua terceira temporada na NFL e não teve muito destaque em suas duas primeiras temporadas, mas isso não pode ser atribuído à falta de talento e sim a forte marcação a que foi submetido nesses anos, por ter enfrentado o melhor shutdown corner (ou quaterback?) da história da NFL em quase todos os seus jogos, Blake Bortles. Agora que o QB atravessou o país e vai ser reserva nos Rams, Westbrook tem tudo para crescer com Nick Foles como seu parceiro.

Na temporada o WR liderou o time em jardas (717), recepções (66) e TDs (5), terminando em 28º com uma média de 9.3 pontos por jogo. Não são estatísticas que encham os olhos, mas como já posto anteriormente, ele jogou grande parte do ano com Bortles, que foi um dos piores QBs da liga, tanto que foi reserva de Cody Kessler da semana 13 em diante.

Esse ano com Foles o ataque tem tudo para melhorar. Na temporada passada, os Jaguars tiveram no total 3109 jardas, com uma média de 194/jogo, e 15 TDs, dados horríveis para a NFL atualmente, em especial para os TDs. Se o ataque evoluir apenas o suficiente para ficar na média de todos os times da NFL, 3805 jardas, 358 passes completos e 27 TDs e Dede mantiver a sua proporção da produção do ataque, ele terminaria o ano com 72 recepções, 877 jardas e 9 TDs, totalizando 177,7 pontos para uma liga Half-PPR, o que resultaria no WR18 para a temporada 2018, logo à frente de Amari Cooper.

Dede Westbrook pode ser achado no meio do draft para o seu time, se tornando um WR3/Flex, com o custo de um WR4 ou até mais baixo, pois já o vi sair em rodadas de dois dígitos em alguns drafts. Então se ele chegar a você nessas rodadas, não o deixe escapar.

Kalen Ballage – RB/MIA (ADP: 8.07/RB: 39)

Image result for kalen ballage td vikings

Kalen Ballage é um RB segundanista dos Dolphins que não teve muitas oportunidades no ano passado, já que estava atrás de Kenyan Drake e Frank Gore no depth chart. Na verdade ele teve apenas um bom momento, que foi uma corrida de 75 jardas para TD contra Minnesota na 15ª rodada.

Esse ano a história deve ser diferente. Para começar o time deve ter mais jogadas de ataque nesse ano, já que o time teve o menor número de jogadas graças ao seu antigo Head Coach Adam Gase. Além disso, Ballage estava dividindo o treinamento com o primeiro time com Kenyan Drake segundo alguns repórteres que cobrem o Training Camp dos Dolphins e já se falava dele dividindo snaps na temporada. E agora Kenyan Drake sofreu uma lesão no pé, o que já o tirou do restante da pré-temporada e não há data definida para retorno, o que pode resultar em alguns jogos perdidos da temporada regular, além de limitá-lo no seu retorno.

Portanto Kalen Ballage pode ser o RB titular dos Dolphins no início da temporada e, quando (se) Kenyan Drake estiver de volta, pode dividir o trabalho com ele. Pelo custo de draft que ele representa, Ballage é uma ótima opção para quem escolher apenas 2/3 RBs nas primeiras rodadas do draft.

Lamar Jackson – QB/BAL (ADP: 10.06/QB: 14)

Lamar Jackson será o QB titular do Baltimore Ravens desde o início da temporada em 2019. No ano passado, enquanto foi o titular, ele levou o time a uma campanha de 6-1 no final da temporada, carregando os Ravens aos playoffs, apesar de não ousar muito no jogo aéreo. Se mantivesse o ritmo que teve nos 7 jogos em uma temporada de 15 jogos (nº de jogos no fantasy, em geral) teria uma temporada de 170-292, 2546 jardas e 11 TDs, algo inimaginável para a NFL hoje em dia.

Depois do que se viu no jogo dos playoffs contra o Chargers e com a saída de jogadores importantes da defesa como Eric Weddle, Terrell Suggs, Za’Darius Smith e C.J. Mosley, o time precisará ser mais agressivo e Lamar Jackson terá que melhorar como passador e os relatos iniciais do treinamento são de que isso está acontecendo. Se melhorar seus números de passe e mantiver o rendimento terrestre, Lamar tem tudo pra ser um QB1 com folga.

O QB correu para 556 jardas e 4 TDs nos sete jogos em que foi titular; extrapolando para 15 jogos e diminuindo em 25% a eficiência ele teria 894 jardas e 6 TDs ao fim do ano, o que representaria 125,4 pontos. Esses números asseguram um mínimo para Lamar de 8,36 pts por jogo em média, ou seja, só com seus atributos de corredor ele já não seria um peso em um time.

Se ele melhorar como QB o suficiente para produzir 75% do que um ataque aéreo médio produz na NFL, ele terminaria a temporada com 2853 jardas, ainda sendo o terceiro pior valor da liga e melhorar em 50% seus TDs, indo para 16, também sendo terceiro pior no quesito. O aumento da ousadia do ataque geraria mais interceptações, se projetarmos 10 interceptações, o dobro do que ele teria em 15 jogos no ritmo de 2018, ele faria 148,12 pts como passador. Somando-se o jogo aéreo com o terrestre ele totalizaria 273,52, o que representaria o QB12.

Usando-se as projeções que são extremamente moderadas, já que podemos esperar mais TDs terrestres que 6,  por exemplo, vemos que Lamar Jackson pode se tornar um QB1, com potencial para ser um Top 5 ao preço de uma escolha de 10ª rodada.

Tyrell Williams – WR/OAK (ADP: 11.12/WR: 54)

Tyrell Williams jogou suas 4 primeiras temporadas nos Chargers e acaba de assinar um contrato de US$44 milhões/4 anos com os Raiders. Em San Diego/Los Angeles ele sempre teve problemas por ser muito inconsistente, no ano passado ele teve apenas 5 jogos em que teve pelo menos 5 alvos. Isso se deve aos Chargers terem um número elevadíssimo de bons recebedores, como os WRs Keenan Allen e Mike Williams, o TE Antonio Gates e ainda os RBs Austin Ekeler e Melvin Gordon.

Nessa Temporada em Oakland a história deve ser outra, já que as opções que Derek Carr tem não são tão numerosas. Fora Antonio Brown, que dispensa apresentações, e os RBs Jalen Richard e Josh Jacobs, o time conta com um TE que era WR quando jogou pela última vez na liga, isso em 2017, e alguns WRs que nunca tiveram muito destaque, como JJ Nelson e Ryan Grant. Isso deixa o caminho livre para Tyrell ser a segunda opção de um ataque que deverá ter que marcar muitos pontos pra compensar a defesa que cede muitos pontos.

E tem mais. Se você estiver acompanhando as notícias da offseason da NFL, sabe que a notícia do momento é a situação de Antonio Brown, que está com um machucado no pé e agora se recusa a jogar com um capacete diferente do que ele está acostumado a jogar, o qual foi proibido a partir desse ano. Toda essa confusão de AB tira ele dos treinamentos e o impede de criar entrosamento com seu QB (lembrando que ele também trocou de time nesse ano), o que pode favorecer Tyrell a receber ainda mais passes na temporada, em especial no começo enquanto AB e Carr vão se acostumando um com o outro.

É bom lembrar que, na temporada de 2016, Tyrell teve sua chance de mostrar como se sairia como o WR principal de uma equipe e não decepcionou. Naquele ano Keenan Allen se machucou no início do primeiro jogo. Na sequência da temporada, em especial na metade final, Williams foi altamente acionado e terminou o ano com 1059 jardas, 69 recepções e 7 TDs, totalizando 172,4 pts e terminando a temporada como WR16.

Portanto, se no final do seu draft Tyrell ainda estiver lá, não deixe de pegá-lo; ele tem tudo pra ser uma das grandes barganhas desse draft.

Mark Andrews – TE/BAL (ADP: 13.03/WR: 14)

Nessa temporada nós temos praticamente três prateleiras de TE. A primeira com Kelce, Ertz e Kittle. A seguir a segunda com OJ Howard, Engram, Hunter Henry, Eric Ebron e Jared Cook. Ao final, na última prateleira vem o resto, que é onde se encontra Mark Andrews. Ele é um TE draftado na temporada passada pelos Ravens e que foi o recebedor mais produtivo do time após a ascenção de Lamar Jackson. Terminou a temporada com 34 recepções para 552 jardas e 3 TDs, como o TE17 com 82,8 pts na temporada.

Após Lamar Jackson se tornar titular, Mark se tornou a principal arma do jogo aéreo o que resultou em 308 jardas e 1 TD em 13 recepções. Não são números de encher os olhos, porém se levarmos em conta que Lamar Jackson completou apenas 92 passes para 1114 jardas e 5 TDs e que o TE era calouro e  os jogadores dessa posição são os que menos impactam os times em seus primeiro anos, podemos esperar um aumento de produção.

Na pior das hipóteses, Mark Andrews deve manter a parcela do ataque aéreo do ano passado, já que os principais WRs do ano passado deixaram Baltimore e ele acaba sendo um dos poucos recebedores relevantes (Willie Snead) que permaneceu. Sem aumentar os números de Lamar Jackson e extrapolando sua produção para 15 jogos, ele terminaria a temporada com 93 pts em TE14, mas, como dito anteriormente, Baltimore não pode manter essa produção por toda a temporada e esperar ir bem.

Utilizando a projeção do Lamar Jackson e mantendo a fatia do ataque, Mark Andrews teria uma temporada de 38 recepções para 789 jardas e 4 TDs, resultando em 121,9 pts e uma temporada de TE6. Se isso se realizar Mark Andrews será um dos steals do draft se levada em consideração sua posição.

O que acha das nossas escolhas? Curtiu? Não? Fale conosco no @brffootball!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.