Crônicas dos Confrontos – Semana 1 – Jogo Corrido

em

Finalmente chegamos na posição mais importante do fantasy football, os running backs!

Aqui, é fundamental analisar o backfield em que o jogador está envolvido, o ataque ao seu redor (isso vai dizer muito sobre as oportunidades de redzone, por exemplo) e a defesa adversária, principalmente o front seven. Vamos!

CHIEFS X JAGUARS

l

A chegada de LeSean McCoy complicou a nossa vida para encontrar valor com clareza no jogo corrido dos Chiefs e muita gente que draftou o Damien Williams no topo do draft está com um pé atrás. Sobre essa estreia, imagino que McCoy terá algo entre 6 e 8 toques e considero cedo arriscar nele sem vê-lo em ação antes. Nessa história toda, quem mais perdeu foi o calouro Darwin Thompson, irrelevante para fantasy nesse momento.

Damien Williams, por outro lado, ainda deve ser o grande nome desse ataque e, mesmo num confronto complicado, imagino que terá o volume necessário para ir bem. Valor de RB2 para ele.

As notícias sobre Leonard Fournette são realmente animadoras! A pré-temporada foi positiva e o ótimo RB dos Jaguars terá um bom confronto contra a defesa dos Chiefs, que teve problemas tentando parar o jogo corrido em 2018. Saudável, Fournette é explosivo e uma máquina de touchdowns, vindo como RB1 nesse confronto.

FALCONS X VIKINGS

cook

Outro que conviveu com lesões recentemente foi o RB dos Falcons, Devonta Freeman, presente apenas em duas partidas no ano passado, mas que também possui boas perspectivas para a nova temporada.

A saída de Tevin Coleman (49ers) é um forte sinal disso, visto que Ito Smith ainda tem muito a provar na liga, assim como o calouro de quinta rodada, Qadree Ollison. Nesse desenho, Freeman possui valor de RB2 contra Minnesota e os outros não merecem oportunidade por enquanto.

Está parecendo injury report, mas vou falar de outro cara que sofre com as lesões desde que entrou na NFL: Dalvin Cook, RB dos Vikings é um talento brutal que ainda não entregou o que prometeu. Particularmente, gosto muito dele para 2019, aposto que ficará saudável e diante de uma linha ofensiva melhor, imagino que será um baita valor de fantasy, com valor de RB1 nessa primeira semana contra os Falcons.

TITANS X BROWNS

chubb

A sensação de “agora vai” com o Derrick Henry é quase que unânime, apesar dele continuar sendo um jogador que me passa alguma desconfiança. Costumo brincar que Henry é o “Amari Cooper dos RBs”, ou seja, um jogador que oscila entre pontuações fantásticas e jogos em que decepciona, tendo tido 6 grandes jogos (e outros 10 nem tanto) na temporada passada.

A justificativa do hype é pelo fato dessas 6 ótimas atuações terem sido no final da temporada, quando, de fato, o jogador recebeu mais toques na bola. Dessa forma, Henry é uma aposta pra FLEX, principalmente em ligas standard.

Ao lado dele, Dion Lewis deve ver uma queda em seu volume nessa season, se limitando ao valor de FLEX em PPR nas ligas maiores.

Com a saída de Duke Johnson (HOU) e a suspensão de 8 jogos de Kareem Hunt, o tapete vermelho está estendido para Nick Chubb, RB titular dos Browns. O jovem chega ao seu segundo ano na liga como um starter e RB1 para fantasy, até diante da boa defesa dos Titans.

BILLS X JETS

bell

Com a saída já comentada de McCoy, o rookie Devin Singletary deve lidar as ações pelos Bills, mas cuidado com ele aqui pela possível divisão com Gore e Yeldon nesse início, valor de FLEX nas ligas maiores para Devin.

Completando o backfield, prefiro esperar pra ver o que Frank Gore tem para oferecer na casa nova e, apesar de imaginar alguma relevância no T J Yeldon recebendo passes, é cedo para apostar nele, mesmo em PPR.

Pelos Jets, a estreia de Le’Veon Bell é o destaque! O ex-Steelers, agora em casa nova, terá o desafio de uma linha complicada (algo que ele não passava em Pittsburgh), mas é RB1 na semana.

RAVENS X DOLPHINS

ingram

Poucos são os matchups mais favoráveis do que o jogo corrido contra a equipe problemática dos Dolphins. Eles adicionaram alguns valores interessantes ao front seven na offseason? Sim, mas isso não me impede de confiar no Mark Ingram como um RB2 nessa semana.

Ainda nos Ravens, Justice Hill é alguém para observar e que pode ter valor durante a temporada, mas que não entrega motivos para uma escalação precoce nem nesse bom confronto.

A notícia de que Kenyan Drake será o principal RB dos Dolphins animou alguns, mas eu não confio na saúde do jogador, na linha que o “protege” e nem no ataque ao seu redor. Só escalaria ele contra os Ravens num FLEX de uma liga grande em que estivesse desesperado e Kalen Ballage, seu companheiro, é ainda mais arriscado.

REDSKINS X EAGLES

guice

Jay Gruden vem elogiando Derrius Guice e o confirmou como RB1 dos Redskins na abertura da temporada, o que anima a projeção do jogador que perdeu o ano passado inteiro e ainda não viu um snap na sua carreira na NFL. Por esse motivo, FLEX para ele diante dos Eagles.

Evitaria tanto Adrian Peterson quanto Chris Thompson por aqui, sendo o primeiro uma aposta de alto risco em ligas standard e o segundo em ligas PPR.

Durante a temporada, não tenho dúvidas de que o calouro Miles Sanders será, com folga, o RB com mais volume no backfield dos Eagles, o que não significa que ele já tenha muitas garantias na week 1.

Por se tratar de uma estreia, imagino algo por volta dos 12 toques para Sanders, dando a ele valor de FLEX. Sobre seu companheiro, Jordan Howard, saiba que se trata de um cara que vai depender de touchdowns (e que terá oportunidades para isso) e é também um FLEX aqui, ainda que com muito mais risco. Sproles? Estamos em 2019, pessoal, esqueçam.

RAMS X PANTHERS

mccafrrey

Chegou a hora de finalmente vermos a divisão entre os RBs dos Rams, depois dos problemas de artrite com o monstro Todd Gurley. A comissão técnica da equipe reforçou que Gurley está bem e dá para projetar pelo menos 15 toques para ele contra os Panthers, possuindo valor de RB1 com menos piso do que o ideal.

Darrell Henderson deve se tornar relevante, principalmente em ligas PPR, com o passar do tempo. Entretanto, nem ele nem Malcolm Brown precisam estar no radar na semana 1.

Nos Panthers, Christian McCaffrey vem de um ano fantástico, onde se tornou um elite no fantasy e esse é valor dele contra os Rams: selo de RB1 para o jogador e perspectivas de outra ótima temporada para ele.

COLTS X CHARGERS

ekeler

A preocupação com o ataque dos Colts após a aposentadoria de Andrew Luck é justa e a queda de Marlon Mack nos últimos drafts de fantasy são compreensíveis. Isso não me faz, entretanto, fugir do jogador que possui um piso legal pela garantia de volume e é um FLEX quase pulando para RB2 nessa semana. Seu companheiro, Nyheim Hines, é aposta arriscada para os desesperados das ligas maiores no formato PPR.

Com o holdout de Melvin Gordon, que está fora da partida, Justin Jackson e Austin Ekeler devem dividir os trabalhos nos Chargers, sendo Jackson o provável RB de primeiras descidas e Ekeler um complemento bem relevante tanto no jogo corrido quanto pegando passes.

É possível que Jackson (FLEX nas ligas maiores) dependa de um TD e isso me deixa com um pé atrás em escalá-lo aqui, enquanto Ekeler (RB2) possui um valor bem interessante.

BENGALS X SEAHAWKS

carson

Aqui, uma das poucas situações em que o talento do jogador supera os problemas da equipe e o matchup adversário, sendo Joe Mixon uma segura opção de RB2 contra os Hawks; Giovani Bernard teve seu contrato e pode ver algum volume, mas nada de importante para o fantasy por enquanto.

O combo entre o alto volume esperado e o matchup bastante favorável diante da 4a defesa que mais pontos permitiu aos RBs em 2018 me fazem amar Chris Carson nesse confronto, fazendo com que o jogador possua, nessa semana, valor de RB1 no fantasy. Pode confiar no rapaz!

Seu complemento, Rashaad Penny, é um cara que tenho em algumas ligas e estou preferindo esperar pra ver o que ele pode produzir. Naturalmente, se você estiver passando por dificuldades, ele possui valor de FLEX em times com problemas / ligas maiores.

GIANTS X COWBOYS

saq

Um confronto divisional que contempla os meus dois RBs favoritos para o fantasy nesse ano: de um lado, Saquon Barkley (RB1), primeira escolha geral na maioria dos drafts e, de outro, Ezekiel Elliott, que por mais que tenha dado um susto danado em seus owners no fantasy, vai para o jogo e também possui valor de RB1.

Tony Pollard? Até imagino algum volume para ele, mas a volta de Zeke impede a escalação do calouro na maioria das ligas.

49ERS X BUCCANEERS

breida

A lesão de Jerick McKinnon é uma pena, mas clareia as coisas no backfield dos 9ers. Kyle Shanahan trouxe Tevin Coleman, jogador que foi draftado por ele nos Falcons para utilizá-lo com a criatividade que sabemos que tem e para complementar Matt Breida, teoricamente, o RB1 da equipe.

Quando olho para San Francisco, vejo uma divisão muito grande entre os dois e um raro caso de valor para ambos, principalmente pelas incertezas entre os WR’s da equipe. O jogo corrido será fundamental para o sucesso da equipe e os dois possuem valor de FLEX sólido.

Se nos 49ers conseguimos extrair valor de dois jogadores no jogo corrido, nos Buccs é difícil espremer algo e chegar num único nome confiável. Tanto Peyton Barber quanto Ronald Jones são questionáveis, a linha ofensiva não ajuda muito e, tendo opções, evitaria ambos por enquanto.

De toda forma, Barber possui algum valor de FLEX em ligas maiores.

LIONS X CARDINALS

dj

A defesa dos Cardinals permitiu, em média, 28 carregadas por jogo no ano passado, a pior da NFL nesse quesito. Olhando para o matchup favorável e lembrando do que Kerryon Johnson pode fazer, ele se torna uma ótima opção de RB2 nesse jogo.

Ainda nos Lions, C J Anderson pode ver oportunidades pelo fato do confronto ser realmente muito bom e, para situações emergenciais, é um RB que pode te ajudar no FLEX das grandes ligas.

Depois de um ano decepcionante na última season, David Johnson encontra-se num novo sistema ofensivo, com um novo QB e a situação parece um pouco melhor para que o jogador volte a produzir em alto nível como fez em 2016, antes da lesão que sofreu no ano seguinte. Dito isso, valor de RB1 para ele.

STEELERS X PATRIOTS

conner

Depois de algumas dúvidas na offseason, chegou a hora de ver o backfield dos Steelers em ação. James Conner deve liderar o trabalho com mais volume e é RB1 no seu time, enquanto Jaylen Samuels não é opção boa até que percebamos alguma mudança na divisão de snaps e toques.

Nos Pats, Sony Michel continua sendo o principal nome do backfield, ainda que com alguma desconfiança em relação ao seu desempenho durante a temporada. Para essa estreia, valor de RB2 para ele. Ainda aqui, James White vem para a partida como um FLEX, ainda mais interessante em ligas no formato PPR.

Rex Burkhead e Damien Harris não são garantia de nada e devem ser evitados.

TEXANS X SAINTS

kamara

Primeiramente, não podemos esquecer que a defesa dos Saints fez um trabalho fabuloso contra running backs no ano passado, sendo uma das melhores da liga nesse quesito. Assim, evito Carlos Hyde, que só irá bem marcando um touchdown e gosto do Duke Johnson como FLEX, imaginando um volume entre 12 e 15 toques na bola para ele.

Com a saída de Mark Ingram, muitos pensam que Alvin Kamara verá um aumento no seu volume, mas não acho que será necessariamente assim, já que Latavius Murray chegou para cumprir o papel de Ingram.

Naturalmente, Ingram é mais jogador que Murray, mas isso não significa que Kamara será mais envolvido no ataque, até por que ele já é bastante, o que mantém o piso dele de RB1 indiscutível contra qualquer adversário. Murray, por outro lado, tem valor de FLEX pela provável dependência de touchdowns.

BRONCOS X RAIDERS

lindsay

Acredito que veremos um Royce Freeman mais participativo nesse ano e lutando, inclusive, pelo valor de FLEX no fantasy (a partir dessa semana), o que não significa que Phillip Lindsay precisa ser esquecido. Depois de um rookie year bastante sólido, Lindsay encara os Raiders com valor de RB2, principalmente em PPR.

Nos Raiders, Josh Jacobs é garantia de bons jogos pelo imenso trabalho que terá. No fantasy, o volume é a lei e ele está garantido nesse cenário, possuindo valor de RB2 nesse time em reconstrução.


Isso é tudo, pessoal! É muito bom estar de volta e falar de um assunto tão apaixonante quanto o fantasy da NFL. Se ainda não leu as crônicas sobre os quarterbacks e o jogo aéreo, tá esperando o quê?

Estamos nas principais redes sociais para te ajudar nas dúvidas de última hora. Conte conosco e vamos aproveitar, juntos, o retorno do football! Abraços e boa sorte!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.