Apostas da Semana 3

em

Demora, mas setembro SEMPRE chega! Estamos de volta, meus queridos leitores, para mais uma temporada desse esporte e dessa liga maravilhosa chamada NFL. E é claro, com ela também vem junto o nosso amado Fantasy Football. Aqui nessa coluna, semanalmente vocês vão ter uma seleção de apostas positivas e negativas, de todas as posições (tirando jogadores de defesa individual – ou IDP), para que suas dúvidas na hora de escalar o seu time sejam menores. Faremos o possível para isso.

Antes de irmos ao que interessa, vou explicar que não serão listados aqueles jogadores que são as estrelas de seus times e para os quais vocês provavelmente deram uma pick alta na hora do draft. Players do quilate de Patrick Mahomes, Saquon Barkley, DeAndre Hopkins e Travis Kelce, por exemplo, são os chamados studs, portanto, seguem um conceito antigo de fantasy (start your studs) em que devem ser sempre escalados, pois podem fazer a diferença em uma jogada ou mais.

Aqui serão mencionados (e explicado o porque) os jogadores mais secundários (e até terciários, dependendo do momento da equipe) que você pode ter no seu time ou até sobrando na free agency, que podem fazer uma diferença positiva (ou negativa) no seu esquadrão. Daremos mais ênfase a ligas PPR, ou Pontos Por Recepção, pois é a mais utilizada, porém fique tranquilo que a Standard, ou Padrão, também terá opções por aqui.

Então chega de conversa e vamos ao Fantasy Football!

QUARTERBACKS

APOSTAS POSITIVAS

Embed from Getty Images

Dak Prescott – Além de Dak ser um dos melhores QBs no fantasy em pontuação até agora, a equipe de Dallas recebe a famosa “fase do carro do street fighter” ou rodada bônus – desculpem torcedores dos Dolphins, mas é evidente que já pensam em 2020. Miami cedeu uma média de 29.11 FPTs a QBs opositores, fora que é a última em defesa total e a quinta pior contra o passe. Não precisa dizer mais nada.

Lamar Jackson – É o quarterback que mais pontuou até agora e já pode ser chamado de must start.  O jogo contra os Chiefs é bom no papel pois apesar do ataque liderado pelo atual MVP Patrick Mahomes estar on fire, a defesa de Kansas é mediana e isso é bom pois dá chances de Lamar buscar seus pontos (além, é claro, do seu plus que é poder correr com a bola) e manter essa ótima fase.

Russell Wilson – Joga em casa contra New Orleans que apesar de ser uma ótima equipe, vai ficar sem o seu QB principal e um dos melhores da liga, Drew Brees. Na última partida pudemos acompanhar o ataque liderado pelo reserva Teddy Bridgewater conduzir bem pouco, fazendo com que a defesa ficasse mais tempo dentro de campo e assim cansar. Em tese é o que deve acontecer e Russell com certeza se beneficiará disso, contando também com o seu jogo corrido (e dos seus RBs) para dar uma preocupação a mais para o coordenador defensivo dos Saints.

Jimmy Garoppolo – Jimmy G parece estar 100% recuperado de sua lesão e teve números expressivos contra os Bengals na semana 2, lançando para quase 300 jardas e 3 TDs (1 INT). Os Steelers estão vivendo um dos piores momentos desde que o head coach Mike Tomlin chegou a franquia, com duas derrotas, cedendo 320 jardas aéreas e 3 TDs por jogo (e pra completar, perdeu seu QB titular, Big Ben, que vai ficar de fora da temporada). Esse é o momento que os Niners podem continuar com a boa fase e render mais ótimos números para Garoppolo, contando ainda com os ótimos game plans  e chamadas do HC Mike Shanahan.

Outras apostas positivas: Josh Allen, Andy Dalton

APOSTAS NEGATIVAS

Embed from Getty Images

Joe Flacco – Green Bay é o terceiro time que menos cede FPTs a QBs adversários, o que combinando com a péssima fase dos Broncos e de Flacco (apenas 6.9 jardas por passe e 2 TDs em 2 jogos, além de 1 INT) deixa-o aqui como aposta negativa essa semana. Os Packers estão pressionando bastante (6 sacks) e  conseguindo seus turnovers (3 INTs e 2 fumbles forçados), demonstrando que pretende fazer a tarde de Joe Flacco não muito agradável.

Baker Mayfield – Mayfield até agora não está fazendo jus ao hype que se criou entorno desse ataque dos Browns. O segundanista ainda não fez uma boa partida em termos de fantasy (mesmo no último jogo contra a fraca equipe dos Jets) e agora enfrenta o Los Angeles Rams, segunda melhor defesa cedendo FPTs a QBs opositores. Espere que o experiente e veterano coordenador defensivo dos Rams, Wade Phillips, monte um game plan para incomodar Baker o tempo todo (principalmente com o monstro Aaron Donald).

Derek Carr – A defesa de Minnesota parece que voltou a ser aquela temível de 2017. No primeiro jogo, segurou Matt Ryan a poucas jardas e nenhum TD, que só saíram após os Vikings abrirem uma vantagem de 4 posses de bola (até o último quarto a partida estava 20-0) e, com isso, Matt pontuou somente no garbage time. No segundo, limitou Aaron Rodgers a apenas 14.36 FPTs. Carr e sua equipe estão até jogando melhor, porém contra essa defesa em Minneapolis é um cenário não muito agradável para o quarterback de Oakland.

Marcus Mariota – Apesar de a defesa dos Jaguars estar longe de ser aquela assustadora dos últimos anos, não se pode deixar de temê-la, ainda mais jogando em casa. Mariota não costuma ser um bom pontuador no fantasy, até pelo estilo de ataque dos Titans. As forças do time esse ano estão mais concentradas com Derrick Henry e é aí que estão as maiores chances da franquia de Tennessee. 

Mais apostas negativas: Teddy Bridgewater, Daniel Jones

RUNNING BACKS

APOSTAS POSITIVAS

Embed from Getty Images

Austin Ekeler – Mesmo com os Chargers jogando mal e fazendo somente 10 pontos contra os Lions, Ekeler mais uma vez teve uma ótima partida e bons números no fantasy. O “baixinho” além de receber muitos passes (13 alvos e 12 recepções), também está sendo colocado para correr (29 tentativas de corrida, mesmo número que Saquon Barkley, por exemplo) e é assim que está em primeiro lugar no ranking de FPTs, tanto em standard quando em PPR. Na semana 3 contra os Texans, Austin mais uma vez deve ser escalado, tanto pelo volume de jogo quanto pela performance per se.

Aaron Jones – Após um terrível jogo contra a forte defesa corrida dos Bears, Jones teve números para lá de sólidos contra os Vikings (27 toques, 150 jardas de scrimmage e 1 TD). O HC Matt LaFleur desde a intertemporada dizia que Green Bay correria bem mais com a bola e isso já está tomando forma. A defesa corrida dos Broncos é bem mediana, e esse deve ser um ótimo matchup para o dinâmico RB.

Matt Breida – Com a ausência de Tevin Coleman na semana 2, Breida teve 132 jardas em 12 tentativas, um excelente número. Apesar de estar dividindo com Raheem Mostert, os Niners enfrentarão um Steelers capengando na temporada, o que abre margem para mais um bom jogo do corredor de San Francisco.

Carlos Hyde – Hyde rapidamente se encaixou no backfield dos Texans e claramente é o corredor número 1 da equipe (30 tentativas de corrida contra 15 de Duke Johnson Jr.) e tem feito um bom trabalho pelo chão, correndo para 173 jardas (5.8 de média) nos dois primeiros jogos. Houston tem pela frente os Chargers, que já cederam 297 jardas em duas partidas e é a quinta que mais tomou pontos de RBs opositores.

Outras apostas positivas: Chris Thompson (PPR), Marlon Mack

APOSTAS NEGATIVAS

Embed from Getty Images

Adrian Peterson – Ainda que tenha anotado um TD na última partida, Peterson produziu somente 25 jardas terrestres em 10 carregadas. O veterano tem pela frente um confronto muito difícil contra os Bears, que cedem apenas 68.5 yds pelo chão por jogo. Além disso, há de se pontuar que apesar de Adrian ser um dos melhores RBs de todos os tempos, a idade já está bem avançada para a posição e com isso dificultando escalá-lo a cada jogo que passa.

Tarik Cohen – Antes de começar a temporada, o treinador principal dos Bears, Matt Nagy, deu uma declaração dizendo que o papel de Cohen seria mais reduzido essa temporada, já que além de correr e ser utilizado em jogadas aéreas, o diminuto RB também retornava punts e kick offs. O que está acontecendo em 2019 é isso mesmo, com Cohen sendo menos utilizado, principalmente pela ascensão do calouro David Montgomery, o corredor principal da equipe. Mesmo em PPR, Cohen não é mais uma opção confiável no fantasy, mesmo contra um teórico confronto favorável diante dos Redskins.

Devonta Freeman – Freeman essa temporada além de ter produzido bem pouco, também está com menos oportunidades (apenas 19 carregadas em dois jogos), sendo que Ito Smith, o reserva, produziu mais com bem menos. Mesmo com um bom matchup no papel (os Colts tem a terceira pior defesa cedendo FPTS a RBs), pelo que apresentou nas duas primeiras semanas, Devonta não é um jogador confiável para escalar, pelo menos por agora.

James Conner – Com somente 21 tentativas de corrida e 54 jardas, Conner não fez jus a quem gastou uma pick alta de draft nele esse ano. Para piorar, o corredor dos Steelers saiu da última partida e pode ser dúvida para o próximo jogo (apesar de reports iniciais falarem que ele evitou uma lesão maior domingo passado e pode ter chances de jogar no domingo). Contudo, o adversário é um Niners embalado e com uma defesa que está entre as que menos cedem FPTs a RBs adversários. 

Mais apostas negativas: Le’Veon Bell, Damien Williams

WIDE RECEIVERS

APOSTAS POSITIVAS

Embed from Getty Images

Amari Cooper – Apesar do estilo do ataque de Dallas ser de equilibrar a corrida e espalhar os alvos aéreos, Cooper é o principal recebedor do time. A ótima fase de Dak Prescott faz com que o valor de Amari suba, mesmo se eventualmente em uma partida ele não recebe o volume usual que teve no primeiro jogo. Dito isso, o próximo confronto de Dallas é diante de uma franquia com o pior momento da liga, o Miami Dolphins. Além de ser a última defesa no ranking da NFL, também é péssima defendendo WRs no fantasy

D.K Metcalf – Visto por muitos como um WR mais “unidimensional”, por ser muito físico e não conseguir correr muitas rotas (seu desempenho no combine nisso foi abaixo da média), D.K até agora teve dois bons jogos e só não foi mais procurado que Tyler Lockett (13 alvos contra 14 do segundo). Metcalf tem uma média de 6.5 recepções por jogo e é uma ótima opção principalmente em PPR para essa semana, onde Seattle recebe em casa os Saints, que estão vivendo um momento conturbado com a contusão de seu franchise QB. Ademais, New Orleans tem uma média de 221 jardas recebidas por jogo, desempenho que a coloca como uma das piores cedendo FPTs a WRs.

Allen Robinson – Apesar do desempenho mediano contra os Broncos na partida passada, Robinson é de longe o recebedor mais procurado por Mitchell Trubisky (20 alvos em dois jogos), volume excelente principalmente para ligas PPR. Chicago tem a chance de finalmente desencantar no ataque, pois enfrenta os Redskins que atualmente é o pior time cedendo FPTs a WRs. Mesmo que a defesa dos Bears consiga segurar a partida, Robinson possui a atenção necessária de seu QB para ao menos pontuar bem com o número de recepções.

John Brown – Apontado por vários sites especializados como uma das franquias que iriam ficar na parte de baixo de sua conferência, os Bills começaram 2-0 e dão esperanças de até brigar por vaga no Wild Card, mesmo sendo considerada uma análise prematura. Assim sendo, John Brown merece menção por ser o alvo número 1 do QB Josh Allen e estar além de pontuando bem, tendo bastante volume (18 alvos e 14 recepções em 2 jogos). No domingo contra os Bengals, apresenta mais uma boa chance de continuar essa sequência prolífica no fantasy game.

Outras apostas positivas: John Ross, Larry Fitzgerald

APOSTAS NEGATIVAS

Embed from Getty Images

Mohamed Sanu – É atualmente o terceiro recebedor dos Falcons e, além da baixa de volume, somou apenas 73 jardas em dois jogos. Matt Ryan procura muito mais Julio Jones e Calvin Ridley, tornando uma aposta em Sanu complicada, ainda mais levando-se em consideração o próximo confronto contra os Colts, equipe que pouco cede jardas e pontos para a posição de WR.

New York Jets WRs – O começo de temporada dos Jets está sendo um pesadelo. Além de ter perdido os dois primeiros jogos, também estão com baixas na posição de QB. O seu principal, Sam Darnold, está com mononucleose e está de fora por tempo indefinido. Contra os Browns na última partida, o reserva Trevor Siemian saiu contundido e não volta mais essa temporada. Agora a equipe vai ser liderada pelo terceiro backup, o quarterback Luke Falk, ex-Titans.

Como se não fosse o bastante, o próximo confronto é contra o New England Patriots, franquia essa que ainda não cedeu sequer um touchdown na temporada. Quaisquer que sejam as opções de recebedores dos Jets, uma boa pontuação será ponto fora da curva e o mais prudente é evitá-los até que a equipe volte pelo menos a ter o seu QB titular.

Courtland Sutton – Sutton até agora teve números bem modestos para um wide out principal (Emmanuel Sanders é recebedor de slot). O desempenho do recebedor, além de Joe Flacco estar na maior parte das vezes lançando para rotas curtas, faz com que o valor do segundanista caia. Além do momento, Courtland terá pela frente a secundária dos Packers, uma das melhores defendendo WRs no fantasy.

D.J. Moore – D.J. é o recebedor que mais tem volume e FPTs dos Panthers. Porém, Cam Newton sentiu o pé e está se movimentando com uma proteção nele, não treinando essa semana ainda. As projeções não são boas e se o QB principal da franquia de Carolina não jogar, o valor de Moore tende a cair muito e um bom prognóstico para o próximo jogo seria bem nebuloso. Mesmo que Cam consiga jogar, seria prudente deixa-lo de fora de seus times, principalmente em formatos standard, já que Newton jogará limitado e até agora seus passes estão bem fora de sintonia.

Mais apostas negativas: Mike Williams, Jarvis Landry 

TIGHT ENDS

APOSTAS POSITIVAS

Embed from Getty Images

George Kittle – Kittle teve desempenhos bem discretos nos primeiros jogos e até agora não fez por valer sua alta posição no fantasy draft. Contudo, ele ainda possui o maior volume e quantidade de jardas nessas partidas. Garoppolo teve uma ótima performance contra os Bengals e no próximo embate diante do atualmente fraco Steelers, George pode finalmente ter o seu grande jogo da temporada.

Mark Andrews – Andrews é o recebedor mais prolífico dos Ravens, desbancando até Marquise Brown, já que, apesar de ter tido um alvo a menos (17 vs 18), o número de recepções foi maior (16 vs 12), tornando esse TE uma ótima opção principalmente em PPR. A fase dos Ravens e do seu QB Lamar Jackson é formidável, o que contribui para solidificar o uso e pontuação de Mark. A partida desse final de semana será diante dos Chiefs, um verdadeiro desafio para a equipe. Mas como a defesa de Kansas é mediana (como um todo e contra TEs no fantasy), o tight end de Baltimore tem mais uma oportunidade de continuar o ótimo trabalho.

Darren Waller – Mesmo contra uma das defesas mais fortes da liga (e que possui um corpo de LBs excelente), Waller é uma boa opção esse jogo principalmente pelo volume de jogo, tornando-o uma boa sugestão em PPR. Até agora é o recebedor com mais recepções dos Raiders e que deve continuar recebendo muita atenção de Derek Carr, principalmente em partidas contra fortes defesas, que é o caso desse confronto.

Vance McDonald – Os Steelers estão em situação delicada, não só com o seu QB vencedor de dois Super Bowls, Big Ben, mas com a equipe como um todo. O encarregado do ataque agora será o segundanista Mason Rudolph, que substituiu Roethlisberger no jogo passado e de cara estabeleceu uma boa sintonia com o TE de Pittsburgh. McDonald teve 7 alvos e 7 recepções, o que anima para quem está jogando em ligas maiores e/ou PPR, já que Vance deve se tornar uma das primeiras opções de Rudolph daqui para a frente.

Outras apostas positivas: Will Dissly, Greg Olsen

APOSTAS NEGATIVAS

Embed from Getty Images

Noah Fant – Além de ser calouro e essa posição precisar de um tempo para se adaptar, Fant está lidando com muita concorrência no ataque. Ele tem o mesmo número de recepções que Royce Freeman, um RB e é um dos que menos recebeu até agora. Para piorar, o rookie tem pela frente a melhor defesa cedendo pontos a TEs adversários, o Green Bay Packers.

Eric Ebron – Com apenas 4 recepções na temporada, Ebron é opção arriscada no fantasy. A mídia especializada já apontava o fato de que ele ano passado com o Luck teve poucas jardas e o seu desempenho foi majoritariamente dependente de TDs. Esse ano na redzone, Brisset tem procurado principalmente o WR T.Y. Hilton nesse tipo de situação, o que diminui ainda mais o valor de Eric. Diante dos fatos, esperar uma boa performance mesmo contra os Falcons que é mediano defendendo TEs é contar mais com a sorte do que com a competência.

Kyle Rudolph – Rudolph desde o ano passado não é muito envolvido por Kirk Cousins no ataque. Até agora, em dois jogos, o TE produziu apenas 50 jardas e 3 recepções. Além disso, está claro que o plano principal de Mike Zimmer é estabelecer o jogo corrido, e quando Kirk lança, ele procura muito mais seus bons WRs do que Kyle. Minnesota recebe em casa os Raiders, confronto este que pode ter a mesma linha do que aconteceu contra os Falcons na primeira rodada: defesa e ataque terrestre dos Vikings dominando o adversário, e pouca produção aérea, reduzindo ainda mais as chances de Rudolph.

O.J. Howard – Outro TE que também está em péssimo momento, principalmente pela expectativa entorno dele essa temporada. Howard figurava no top 5 da posição pré-draft no fantasy e até agora não fez muita coisa, sendo menos produtivo que o reserva Cameron Brate. Apesar de no papel o jogo contra os Giants ser bom para tight ends, esperar que O.J. produza bem é apostar na sorte, em razão dele ter apenas 32 jardas em duas partidas nesse 2019.

Mais apostas negativas: Jimmy Graham, Jared Cook

KICKERS

APOSTAS POSITIVAS

Embed from Getty Images

Robbie Gould – Além de uma boa porcentagem acertando seus chutes, o veterano está recebendo chances devido ao seu ataque. O próximo compromisso é em casa contra os Steelers que cedem boas posições de campo para kickers. Gould possui ótimas chances de continuar essa sequência positiva.

Brett Maher – Os Cowboys em ótima fase tem pela frente, em casa, o Dolphins, que cedeu 40 pontos para ambas as equipes que o enfrentaram. Não há melhores perspectivas que essas para um kicker, e Maher, que até agora tem 100% de aproveitamento em seus chutes, dispõe de ótimas chances para ser um dos mais prolíficos essa semana.

Joey Slye – O kicker novato tem mostrado potência e precisão em seus chutes, se tornando o maior pontuador da temporada. A boa streak pode continuar, já que os Panthers enfrentam os Cardinals, que cedem muitos pontos a Ks opositores.

Wil Lutz – Apesar dos Saints estarem sem a sua estrela principal, Drew Brees, a equipe ainda tem ótimos nomes e uma excelente equipe técnica que podem manter o time competitivo, especialmente contra a defesa dos Seahawks que ainda precisa de bons ajustes. Bridgewater apesar de não ser um excelente QB, consegue mover o ataque, principalmente com a ajuda de Alvin Kamara e Michael Thomas, o que deve dar oportunidades para Lutz pontuar.

Outras apostas positivas: Mason Crosby, Eddy Pineiro

APOSTAS NEGATIVAS

Embed from Getty Images

Matt Prater – Além de os Lions não estarem produzindo muitos pontos, o próximo desafio é contra os Eagles na Philadelphia, local pouco atrativo para kickers, tanto pelo clima quanto pelo gramado. Prater já é veterano e errou até extra point essa temporada. Há opções melhores essa semana.

Brandon McManus – Os Packers cedem poucos pontos e oportunidades para Ks adversários, além do gramado natural dificultar mais os chutes. O ataque de Denver está empacado e Joe Flacco não é o cara ideal para mudar isso, colocando McManus em situação arriscada essa semana.

Chris Boswell – Outro ataque que não está produzindo é o dos Steelers, que agora conta com o segundanista Mason Rudolph para mover as correntes. Boswell tem problemas de precisão e a defesa dos Niners, que joga em casa, deve dificultar ainda mais a situação de Pittsburgh e do seu kicker essa semana.

Sam Ficken – Os Jets jogam de QB com seu terceiro reserva, contra a melhor equipe da temporada e que cedeu apenas 3 pontos em 2 jogos. Ficken é a opção mais arriscada da rodada.

Mais apostas negativas: Adam Vinatieri, Dustin Hopkins

DEFENSE/SPECIAL TEAMS

APOSTAS POSITIVAS

New England Patriots – A defesa dos Patriots está tão boa esse ano que é considerada o ponto forte de um time que tem Tom Brady, Antonio Brown e Julian Edelman no ataque. Ela está no top 13 do ranking geral (a frente de nomes como Le’Veon Bell e Deshaun Watson) no fantasy e recebe em casa o time dos Jets em situação deplorável, jogando com seu terceiro reserva de QB. Must start e must have em qualquer liga.

Buffalo Bills – McDermott está conduzindo bem a equipe, e por ser uma mente defensiva consegue estabelecer um ótimo trabalho na defesa desde o ano passado. Os Bills enfrentam Cincinnati, uma das equipes que mais cedem turnovers na temporada. 

San Francisco 49ers – Os Niners estão no top 10 de melhores defesas da temporada, e enfrentam esse domingo os Steelers que estão em péssima fase. É uma ótima aposta essa semana, principalmente porque essa unidade está forçando muitos turnovers e sacks.

Dallas Cowboys – Os Cowboys enfrentam o Miami Dolphins esse final de semana, a pior equipe e o ataque que mais cede pontos a defesas adversárias. Escale com confiança.

Outras apostas positivas: Green Bay Packers, Indianapolis Colts

APOSTAS NEGATIVAS

New York Jets – Apesar de ter conseguido uma ótima pontuação no primeiro jogo, os Jets enfrentam os Patriots em Foxboro, situação complicadíssima para qualquer defesa adversária, ainda mais quando Brady finalmente tem um recebedor de elite, Antonio Brown.

Cleveland Browns – A defesa de Cleveland teve um excelente jogo contra os Jets, mas muito pela fraqueza adversária do que por méritos próprios, apesar de no papel ter ótimos talentos individuais. Porém, enfrenta os Rams, equipe que costuma pontuar muito e ceder poucas oportunidades para defesas opositoras.

New Orleans Saints – Os Saints possuem uma boa defesa, mas além de terem perdido Drew Brees (o que obviamente vai forçar mais a sua unidade defensiva a estar em campo), enfrentam Seattle em casa, que tem um ótimo ataque liderado por Russell Wilson e um excelente ataque terrestre, fazendo dela uma escolha arriscada essa rodada.

Kansas City Chiefs – Os Chiefs parecem estar mais ajustados defensivamente, porém ainda está longe do ideal e tem pela frente o Baltimore Ravens, com um ataque em ótima fase e que cede poucas chances de turnovers.

Mais apostas negativas: Baltimore Ravens, Oakland Raiders

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.