Crônicas dos Confrontos – Semana 3 – Jogo Corrido

Fala, galera! Chegou a hora da análise na posição mais importante do fantasy, os running backs. Vamos?

COWBOYS X DOLPHIINS

Ezekiell Elliott (RB1) já é unanimidade diante de todas as defesas da liga, imaginem contra os Dolphins? Zeke deve ser um dos maiores pontuadores da semana no fantasy football. Em Miami, por outro lado, Kenyan Drake (FLEX) é uma escolha arriscada, porém possível, nas ligas maiores.

BILLS X BENGALS

A ausência do calouro Devin Singletary (lesionado) abre alas para o veterano Frank Gore (RB2), que possui um valor imenso nessa semana. Panela velha também faz comida boa!

Nos Bengals, o retorno de Joe Mixon (RB2), aparentemente saudável, elimina o valor de Giovani Bernard, mas coloca o ótimo RB dos Bengals numa posição interessante de valor para quem o draftou cedo e ainda está esperando colher os frutos dessa escolha.

EAGLES X LIONS

Apesar de ainda não ter jogado bem, Miles Sanders (FLEX) segue possuindo valor de flex e responderá a qualquer momento (assim esperamos). Além do aumento de volume da semana 1 para a 2, as prováveis ausências de DeSean Jackson e Alshon Jeffery são fatores importantes para aumentar o envolvimento do jogador no gameplan.

Sobre Jordan Howard, a aposta nele é pela possibilidade de touchdown e só deve ser feita se você estiver bastante necessitado na posição.

Nos Lions, Kerryon Johnson (RB2) possui um piso interessante e um valor bem definido, mesmo diante de uma defesa que costuma dificultar o trabalho dos running backs tanto em jardas quanto em touchdowns.

PATRIOTS X JETS

Nesse confronto, imaginamos os Patriots dominando a partida e podendo correr com tranquilidade, o que aumenta o valor de Sony Michel (RB2), James White (FLEX) e Rex Burkhead (FLEX PPR).

Pela equipe dos Jets, depois de tantas lesões, LeVeon Bell (RB1) é a grande esperança de produção na equipe e o seu altíssimo volume deve ser suficiente para garantir uma ótima pontuação ao running back.

COLTS X FALCONS

Nessa partida, os RBs de cada equipe possuem valores de fantasy parecidos, sendo Marlon Mack (RB2) e Devonta Freeman (RB2) sólidas opções, ao contrário de Nyheim Hines e Ito Smith, que são escolhas de baixo piso enquanto estiverem nas sombras dos titulares.

VIKINGS X RAIDERS

Pelos Vikings, Dalvin Cook (RB1) é uma das sensações da temporada na posição e vem como escolha obrigatória na semana; nos Raiders, o calouro Josh Jacobs (RB2) deve ir bem, mesmo num matchup complicado, pelo volume esperado e alta possibilidade de touchdown.

CHIEFS X RAVENS

A lesão do Damien Williams aumenta, consideravelmente, o valor de LeSean McCoy (FLEX) e até o do calouro Darwin Thompson que, apesar de não possuir piso, pode ser uma escolha interessante aos desesperados da semana.

Pelo desenho que está sendo apresentado, Mark Ingram (RB2) deve continuar sendo o principal running back da equipe e único valor relevante de fantasy quando pensamos em consistência. Dessa maneira, você pode escalar o RB dos Ravens sem muitas ressalvas!

PACKERS X BRONCOS

Depois de uma estreia decepcionante, Aaron Jones (RB1) mostrou a que veio com um sólido desempenho na semana 2, diante dos Vikings. Ao contrário do seu companheiro Jamaal Williams, que só terá valor quando fizer touchdown, Jones é um cara que vem correndo bem desde o ano passado e deve fazer outro bom jogo aqui.

A dupla dos Broncos parece cada vez mais semelhante em relação ao volume e, consequentemente, na produção do fantasy, o que faz com que tanto Royce Freeman quanto Philip Lindsay tenham valor de FLEX nesse jogo.

CARDINALS X PANTHERS

Nesse jogo, um duelo de dois dos melhores running backs da liga: David Johnson (RB1) x Christian McCaffrey (RB1).

Johnson ainda não mostrou o valor que dele se espera e terá uma boa oportunidade nesse domingo; por outro lado, McCaffrey vem de uma partida ruim e dificilmente decepcionará duas vezes seguidas, mesmo num ataque sem Cam Newton na semana 3.

BUCCANEERS X GIANTS

Como eu disse na semana passada, o backfield dos Buccs não inspira muita confiança quanto à divisão de carregadas entre seus RBs, o que nos obriga a realizar uma análise imediatista, a partir da semana anterior. Nesse cenário, Peyton Barber (FLEX) parece uma opção mais segura do que o Ronald Jones, que fez uma partida bem apagada no último TNF.

Pelos Giants, entretanto, não há misterio. A verdade é que a mudança no quarterback titular da equipe de New York pode até ser positiva para Saquon Barkley (RB1), um dos melhores da liga em sua posição e unanimidade semana sim e semana também no fantasy.

SEAHAWKS X SAINTS

Aqui, tanto Chris Carson (RB1) quanto Alvin Kamara (RB1) têm valor garantido para liderar seu time e te ajudar em seus objetivos no fantasy. Sobre Kamara, inclusive, vale o aviso para que os seus GM’s se acalmem mesmo com a lesão de Brees, já que o jogador deve continuar possuindo um volume que o gabarita como RB1 no fantasy.

Complementando os backfields, Rashaad Penny (FLEX) e Latavius Murray (FLEX) vêm com um valor de FLEX sem tanto piso quanto o ideal, mas com um teto que pode ser relevante para você, caso necessite de uma aposta.

CHARGERS X TEXANS

Na hora de analisar o potencial dos jogadores, precisamos olhar para os números e eles nos mostram um Austin Ekeler (RB1) com valor de RB principal para o fantasy nesse momento, com o complemento de Justin Jackson (FLEX) como uma escolha viável em ligas maiores.

Pelos Texans, Carlos Hyde (FLEX) e Duke Johnson (FLEX) são dois caras complementares e bem semelhantes para o fantasy, principalmente se adicionarmos o ingrediente das ligas PPR na análise.

49ERS X STEELERS

A lesão do Tevin Coleman deu espaço (e valor) para Matt Breida (RB2) e Raheem Mostert (FLEX), principalmente num confronto em que a equipe é favorita e possui chances reais de correr bastante com a bola para gastar o relógio no segundo tempo.

James Conner (RB2) não vem jogando bem e lutou contra uma lesão durante a semana, o que diminui um pouco o seu valor para esse confronto. Calma, você ainda deve escalá-lo, mas mantenha as expectativas exatamente onde elas devem estar para não se decepcionar. Já seu complemento de backfield, Jaylen Samuels, é um cara para ficar de olho antes de qualquer indicação de escalação.

BROWNS X RAMS

No último jogo do domingo, dois running backs que devem pegar fogo nessa semana em Nick Chubb (RB1) e Todd Gurley (RB2) por Browns e Rams, respectivamente. Ambos possuem o volume e talento necessários para castigar as defesas adversárias e cumprir seus papéis no fantasy.

Além deles, Malcolm Brown possui algum valor em ligas maiores pelas possíveis oportunidades na redzone, já que ainda não podemos confiar 100% em Gurley, mesmo depois do bom trabalho dele na semana 2.

REDSKINS X BEARS

Enfrentar a defesa de Chicago, no jogo corrido, é a missão mais difícil da liga para essa posição e isso afeta o valor de Adrian Peterson (FLEX), que deve depender de um touchdown para ir realmente bem na partida e o de Chris Thompson, FLEX nas ligas maiores de formato PPR.

Pelos Bears, David Montgomery (RB2) tende a ver um aumento de volume em sua direção, o que deve garantir a consistência do jovem running back da equipe de agora em diante. Fechando os Bears, Tarik Cohen (FLEX) deve fazer uma boa partida, principalmente em ligas PPR.

Fechamos as crônicas por aqui, amigos. Caso ainda não tenha conferido os artigos sobre quarterbacks e jogo aéreo, vale a pena dar uma olhada! Estamos nas principais redes socias te esperando para ajudá-lo com suas dúvidas de última hora, beleza? Uma boa semana de NFL e de fantasy football para todos nós!

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.