Crônicas dos Confrontos – Semana 4 – Quarterbacks

Os quarterbacks são o alvo de análise desse texto e, para te ajudar na escolha das melhores opções de escalação, vamos dissecar os confrontos de todos os QBs que entrarão em campo nessa rodada 4 da NFL. Bora?

GIANTS X REDSKINS

Se eu te falasse que o calouro Daniel Jones seria eleito o jogador ofensivo da semana na NFC em sua estreia como profissional, você acreditaria? Pois é, foi exatamente o que aconteceu. A partir disso, Jones foi adicionado na maioria das ligas de fantasy e já é uma boa opção nessa rodada, principalmente pelo confronto diante de uma defesa que cedeu 3 TDs para todos os QBs até esse momento da temporada.

Case Keenum passou a semana lutando contra uma lesão no pé e a sua presença na partida desse domingo chegou a ser bem questionada pelos analistas. Aparentemente, ele jogará normalmente, mas essa questão me deixa com um pé atrás em relação ao quarterback. De fato, o confronto é muito favorável, mas esteja atento às notícias sobre a saúde do jogador até o último minuto.

LIONS X CHIEFS

Por mais que não tenha feito uma exibição primorosa na week 3, Matthew Stafford está, pouco a pouco, voltando a ser o quarterback de piso suficiente para ser considerado no fantasy que vimos até 2017.

A baixa pontuação contra os Eagles parece ter sido algo muito mais pontual e circunstancial do que uma indicação de problemas com o jogador e escalá-lo contra os Chiefs pode ser uma boa ideia.

Obs: Stafford está listado como questionável para a partida, leve isso em consideração.

O que dizer sobre o Patrick Mahomes? Quem esperava uma regressão do jogador depois de uma temporada bizarra em 2018 está vendo outra temporada absurda do cara que, em 3 partidas, já passou para mais de 1.000 jardas, 10 TDs e ainda não sofreu interceptações.

FALCONS X TITANS

No papel, o confronto não é tão favorável para o Matt Ryan, mas a consistência dele é altíssima (928 jardas e 8 TDs em 2019) e isso o credibiliza como um jogador que deve ser escalado, mesmo contra os Titans.

O esperado salto de produção de Marcus Mariota nunca aconteceu e ele, ano após ano, se tornou uma peça praticamente nula para o fantasy football pelas suas oscilações desde que entrou na NFL.

RAVENS X BROWNS

Se o Lamar Jackson encontrou alguns problemas passando a bola contra os Chiefs na week 3, compensou com a sua habilidade de improvisar com as pernas e entregou uma bela pontuação na rodada anterior, o que reforça o seu piso de pontuação e o consolida como um dos melhores QBs do fantasy.

Está cada vez mais difícil confiar no Baker Mayfield nesse ano por alguns motivos: a linha ofensiva não está o protegendo bem, as chamadas estão bem confusas e isso está resultando num Mayfield ansioso e impreciso.

Assim, escalar o jovem QB dos Browns fora de casa contra os Ravens não garante piso de pontuação e eu ficaria com um pé atrás se tivesse que confiar nele aqui.

COLTS X RAIDERS

Nas semanas 1 e 2, mais de 16 fantasy points e, na semana 3, mais de 20 fantasy points para o Jacoby Brissett e o jogador vem demonstrando uma consistência invejável até aqui. Nessa semana, o matchup favorável diante dos Raiders é suficiente para justificar sua escalação nas ligas maiores.

Por outro lado, Derek Carr não está jogando bem o suficiente para ser escalado em seu time e o baixo teto que o acompanha desde 2017 afasta o nosso interesse no quarterback dos Raiders.

BILLS X PATRIOTS

Aqui, temos uma partida entre dois quarterbacks que estão jogando bem, mas que irão enfrentar defesas muito qualificadas nesse duelo da AFC East. De um lado, Josh Allen está diante da defesa que menos cede pontos para QBs até agora e que não sofreu nenhum touchdown ofensivo. Por isso, nas ligas em que tenho o Josh Allen, estou evitando escalá-lo.

Por outro lado, Tom Brady parece rejuvenescido em relação à temporada regular do ano passado e está realmente jogando muito bem nesse ano e, mesmo contra uma defesa top 5 contra quarterbacks, dá para utilizá-lo (lembrando que há risco).

TEXANS X PANTHERS

Eu sou absolutamente apaixonado pelo jogo do Deshaun Watson, principalmente quando lembro das dificuldades proporcionadas pela sua própria linha ofensiva desde que entrou na liga. No entanto, estejam atentos ao fato de que, nesse ano, houve sim uma evolução considerável na proteção ao jogador e escalar ele é obrigação em 100% dos times.

Quem leu as crônicas dos confrontos da semana 3 me viu elogiar o segundanista Kyle Allen, substituto do Cam Newton (lesionado) e viu o rapaz corresponder muito bem contra os Cardinals. Nessa semana, escalar Allen é possível, mas depende das opções da sua liga.

DOLPHINS X CHARGERS

Josh Rosen será o quarterback titular dos Dolphins e a partir do que a equipe vem demonstrando e pela partida que ele fez na semana passada, não temos qualquer motivo para confiar nele.

Quem enfrenta os Dolphins, se dá bem! Nessa semana, o sortudo é o Philip Rivers e a expectativa é que o veterano quarterback dos Chargers tenha um de seus melhores jogos na temporada e reflita isso no fantasy, dando alegria para quem estiver com ele.

RAMS X BUCCANEERS

Aos poucos, o ataque dos Rams vai pegando no tranco e Jared Goff deve se consolidar como uma boa opção de fantasy durante o ano. Por isso, aproveitar a partida dentro de casa contra os Buccaneers é uma ideia interessante.

Na semana passada, Jameis Winston entregou uma pontuação excelente para quem o indicou, principalmente pelo confronto. Olhando para o histórico, considero um Winston um QB que é influenciado pelo matchup e pelo pass rush adversário, já que a linha dos Buccs não é das melhores e, pensando nisso, ele é uma escolha arriscada nessa semana.

CARDINALS X SEAHAWKS

O calouro Kyler Murray vem agradando nesse seu início de trajetória na NFL, com números interessantes e que devem, inclusive, melhorar até o fim do ano. Assim, enfrentar a defesa dos Seahawks que não é mais a “Legion of Boom” de anos atrás – apesar de possuir bons talentos – é suficiente para confiar num bom jogo do calouro.

Normalmente, Russell Wilson começa devagar e vai esquentando durante a temporada, se tornando um ótimo QB para o fantasy nos meses de novembro e dezembro. Em 2019, Wilson começou chutando a porta desde o início e vem de uma atuação de +40 FPT (fantasy points); o matchup é excelente e o QB dos Hawks deve ser um dos maiores pontuadores da rodada na posição.

BEARS X VIKINGS

Nos Bears, o principal motivo do bom desempenho de Mitchell Trubisky na semana 3 foi o matchup favorável contra os Giants, o que não se repetirá nesse domingo, já que o desafio é a boa defesa dos Vikings, o que certamente complicará a sua vida.

502 jardas, 3 TDs, 2 INT não são bons números depois de 3 jogos e a confiança na produção de Kirk Cousins, tanto na NFL quanto no fantasy, está abalada com razão. Contra a melhor defesa da NFL, não dá para arriscar nele.

BRONCOS X JAGUARS

O combo matchup desfavorável + quarterback de baixo teto complica as coisas para o Joe Flacco, quarterback dos Broncos e não há qualquer motivo para escalar o veterano (ou para tê-lo em seu roster).

O novo queridinho da NFL é o calouro Gardner Minshew, um rapaz cheio de personalidade e que realmente está jogando muito bem. No entanto, a defesa dos Broncos é uma das ótimas da liga, que cede apenas 11 FPT para QBs por partida e dificultará a vida de Minshew.

SAINTS X COWBOYS

Teddy Bridgewater foi competente como titular na semana 3 contra os Seahawks e mostrou que pode ser um game manager enquanto o Drew Brees não se recupera de lesão. Sobre o jogo dessa rodada, é cedo para indicá-lo como starter com a amostragem pequena.

Até aqui, Dak Prescott é um dos melhores quarterbacks da NFL em 2019. Precisamos contextualizar os matchups favoráveis? Sim, precisamos. Giants, Redskins e Dolphins estão entre as piores defesas da liga e ele certamente aproveitou isso; a parte boa é que nessa semana ele enfrentará a defesa que mais permite FPT aos QBs até agora.

STEELERS X BENGALS

No Monday Night Football da week 4, Steelers e Bengals duelam pela vida nesse confronto divisional, já que ambos ainda não venceram na temporada.

Em relação ao fantasy, Mason Rudolph vem de uma partida razoável contra os 49ers e Andy Dalton continua sendo o quarterback mediano que sempre foi. Esse meio termo, coloca ambos como opções aceitáveis apenas nas ligas maiores em que você tiver problemas na posição.

Sobre os quarterbacks, é isso! Não deixem de conferir as crônicas do jogo aéreo e corrido, beleza? O BrFF está à disposição para tirar suas dúvidas de escalação nas principais redes sociais! Abraço!

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.