Crônicas dos Confrontos – Semana 8 – Jogo Corrido

FALCONS X SEAHAWKS

Sem Matt Ryan, o ataque dos Falcons perde muito e as oportunidades – principalmente na redzone – para o Devonta Freeman (RB2) acabam diminuindo, mas se o Matt Schaub começar a espalhar a farofa, a bola fica na mão dele e o volume torna-se suficiente para uma boa partida.

Nos Hawks, Chris Carson (RB1) é uma escalação obrigatória em qualquer semana, imagina nessa em que Seattle é absolutamente favorito e, enquanto isso, Rashaad Penny segue sem possuir relevância.

BEARS X CHARGERS

Depois de uma semana terrível, David Montgomery (flex) terá a oportunidade perfeita para se recuperar (quem sabe um touchdown para dar aquele bônus na pontuação?) e Tarik Cohen é um flex para ligas no formato PPR.

A defesa dos Bears vem sofrendo contra o jogo corrido em 2019 (quem diria?) e tanto Austin Ekeler (RB2) quanto Melvin Gordon (RB2) poderão se aproveitar desse momento negativo dessa unidade contra running backs.

LIONS X GIANTS

Com a lesão do Kerryon Johnson, o principal nome no backfield dos Lions é o de Ty Johnson (RB2) e a defesa dos Giants costuma consagrar running backs nessa situação, como vimos com o Chase Edmonds na semana passada.

Nos Giants, Saquon Barkley (RB1) terá um confronto bem favorável e tende a fazer uma partida monstruosa nesse jogo que será aberto em todos os aspectos da bola.

JAGUARS X JETS

Nesse duelo de dois grandes running backs, Leonard Fournette (RB1) enfrentará a terceira defesa que mais permite pontos para essa posição e deve continuar com o seu ótimo ano.

Outro que possui valor de RB1, Le’Veon Bell terá o início de uma boa sequência de confrontos (depois MIA, NYG e WAS) e conta com uma boa partida do seu ataque como um todo para que tenha mais oportunidades e entregue o que dele se espera.

RAMS X BENGALS

Para Todd Gurley (RB1) a partida promete muito, pois o PISO de um líder de backfield contra Cincinnati em 2019 é 13 pontos. TREZE! Escalação obrigatória.

Os Rams tem forte tendência a ceder pontos a RB1, mas como acreditar em Joe Mixon (flex) nessa temporada tão complicada? Só na falta de opções.

TITANS X BUCCANEERS

Os Bucs vem sendo generosos aos RB1 adversários nas últimas três partidas (média de 15). Boa oportunidade para Derrick Henry (RB2) manter a forma.

Do outro lado, os Titans oferecem espaço para RBs, assim Ronald Jones tem piso de flex e teto de RB2 e Peyton Barber só deve ser considerado nas ligas mais profundas.

BILLS X EAGLES

A volta do Devin Singletary confunde as coisas no backfield dos Bills e abala o valor de Frank Gore, deixando os dois jogadores num patamar de flex de ligas profundas.

Além da divisão de carregadas bem imprevisível, o front seven dos Eagles adora engolir running backs e dificultar suas vidas.

Por falar em backfield dividido, Jordan Howard vem com a força, Miles Sanders com a velocidade e ambos com valor de flex nesse confronto chato para os Eagles.

COLTS X BRONCOS

Depois da decepção na semana passada, muito pelo jogo positivamente atípico de Jacoby Brissett, Marlon Mack (RB2) vem em busca de recuperação e isso deve acontecer, principalmente quando lembramos do favoritismo dos Colts.

Nesse confronto desfavorável, Phillip Lindsay (RB2) e Royce Freeman (flex) possuem valor de fantasy, mas o teto não é tão alto quanto gostaríamos.

SAINTS X CARDINALS

Os últimos treinos de Alvin Kamara (flex) foram limitados e isso nos deixa bem desconfiados sobre a real participação do jogador que não atuou na semana passada por lesão e acaba diminuindo o seu valor e aumentando o de Latavius Murray (RB2), que aproveitou o volume que teve na semana passada e deve fazer a mesma coisa nesse domingo.

A decisão sobre a participação de David Johnson na partida se dará instantes antes do jogo e, confirmando sua ausência, ficamos tranquilos sobre o ótimo valor do Chase Edmonds (RB2), mesmo nesse confronto desfavorável.

De toda forma, mesmo se DJ for para o jogo, existe a chance real de Edmonds dominar os snaps e carregadas.

49ERS X PANTHERS

A dupla formada por Tevin Coleman (RB2) e Matt Breida (flex) deve ver muito volume em sua direção pelas prováveis dificuldades que Jimmy G terá na partida. Inclusive, além da quantidade de carregadas, oportunidades na redzone devem aparecer para ambos.

Nos Panthers, Christian McCaffrey (RB1) é o RB mais prolífico da liga na temporada e não costuma se importar muito com os desafios que encara.

Naturalmente, enfrentar a defesa que permite menos pontos para RBs em toda a liga não é algo positivo e o duelo será legal de assistir, mas elite é elite.

TEXANS X RAIDERS

A defesa dos Raiders é permissiva para running backs e Carlos Hyde (RB2) terá boas oportunidades, assim como o Duke Johnson (flex) para as ligas profundas no formato PPR.

Josh Jacobs (RB2) vive um grande momento e o único asterisco sobre a sua produção na semana é o fato de estar listado como questionável para o jogo, então vale acompanhar as últimas notícias antes da partida por precaução.

PATRIOTS X BROWNS

Além da alta possibilidade de touchdowns (foram 4 nos últimos 3 jogos), Sony Michel (RB1) pode finalmente produzir jardas nesse jogo contra um adversário que vem sofrendo contra o jogo corrido adversário.

Ainda nos Patriots, James White (flex) possui bom valor, especialmente em ligas PPR.

O piso de pontuação do Nick Chubb (RB2) será testado contra a segunda defesa que menos cede pontos para running backs nesse ano e a tendência é de que ele faça um jogo razoável se não marcar TDs.

CHIEFS X PACKERS

O principal nome do backfield dos Chiefs é o do LeSean McCoy, RB2 nas ligas maiores e flex nas mais tradicionais. Além dele, Damien Williams pode ter oportunidades pelas dificuldades que a defesa dos Packers possui contra o jogo corrido, se tornando uma aposta para os mais desesperados.

Com a tendência de liderança no placar pelo lado dos Packers, Aaron jones (RB1) e Jamaal Williams (flex) terão chances de touchdowns e volume de carregadas suficientes para escalação na maioria das ligas.

STEELERS X DOLPHINS

Depois da bye week, James Conner (RB1) vem para fazer uma das suas grandes partidas no ano contra a limitada defesa dos Dolphins, que cede mais de 30 pontos totais para RBs por semana.

Nos Dolphins, Kenyan Drake e Mark Walton são opções de flex sem muito piso para as ligas profundas e podem contribuir se o ataque produzir de maneira minimamente eficiente.

Agradeço pela companhia nessas crônicas e te aguardo nos quarterbacks e jogo aéreo, beleza? Abraço!

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.