Força do Calendário – Playoffs

Olá pessoal! Vocês já estão se preparando para as rodadas de playoffs? Não? Então comece a pensar nisso agora, e com nossa ajuda! Bem-vindo à Força do Calendário!

Força do Calendário (Semanas 14-16).

Quarterbacks

Ryan Tannehill é a bola da vez! Se ele está livre, a sequência é muito boa!

Calendário dos Titans.

Outro em situação similar é Brandon Allen dos Broncos, mas não dá pra confiar muito em seu talento:

Calendário dos Broncos.

Na via inversa está Patrick Mahomes e seus difíceis duelos:

Calendário dos Chiefs.

Dak Prescott e Drew Brees também terão semanas um pouco complicadas pela frente:

Calendário de Cowboys e Saints.

Running Backs

O grande destaque vai para Phillip Lindsay (cujo calendário já mostramos acima) e Dalvin Cook, que só possuem bons confrontos nas semanas de playoff e dificilmente não serão titulares nos times por aí:

Calendário dos Vikings.

Sony Michel, Chris Carson e Josh Jacobs são outros com futuro positivo na temporada.

Agora…quem tem Devin Singletary se pergunta o que fazer diante dos Ravens, Steelers e Patriots…

Calendário dos Bills.

O mesmo vale para seja lá quem jogue de RB em Detroit a essa altura da temporada:

Calendário dos Lions.

Outros nomes que terão dificuldade daqui pra frente são Kenyan Drake (David Johnson), Alvin Kamara, Todd Gurley e quem correr pelos Chiefs.

Wide Receivers

Colts e Titans (A.J. Brown) são os que têm calendário mais tranquilo para recebedores, sobretudo Indy, que só possui confrontos positivos e o maior valor em pontos cedidos pelos adversários à posição de WR (Tennessee está em 5º no quesito), pra vermos se T.Y. Hilton volta de verdade.

Calendário dos Colts (Titans já demonstrados em QBs).

Os Chargers (Keenan Allen, Mike Williams) podem ver algum alento em seu ano triste enfrentando Vikings e Raiders:

Calendário dos Chargers.

Talvez (lá longe) seja bom usar Terry McLaurin contra Eagles e Giants, a ver.

Calendário dos Redskins.

No outro lado da moeda, assim como para os RBs, será para os WRs de Kansas City (Patriots, Broncos, Bears; vide calendário em QBs), portanto qualquer um de lá sem ser Tyreek Hill será escolha arriscadíssima.

Os Bears, de Allen Robinson, também terão dificuldades. Embora nenhuma das secundárias seja assombrosa, elas fazem frente aos ataques aéreos adversários:

Calendário dos Bears.

Os Bills novamente entram na coluna negativa de nossas análises (vide RBs), portanto John Brown e cia. devem ser comparados a opções mais interessantes em cada semana daqui pra frente.

Tight Ends

Este ano Arizona está cedendo pontos a rodo para tight ends, e isso infla o calendário de quem ainda vai enfrentá-lo nestas últimas semanas: Pittsburgh (Vance McDonald), Cleveland (David Njoku?) e Seattle (Jacob Hollister). Na prática, estes tight ends só servirão bem para quando tiverem este confronto, então são alvos de streaming.

Dito isto, as melhores opções envolvem aqueles times que enfrentarão Tampa Bay, Seattle e Green Bay (além de Jacksonville na semana 15 contra Oakland), ou seja:

Melhor mix para tight ends nas semanas de playoffs exceto adversários de Arizona.

Assim, fique de olho em nomes como Maxx Williams, Greg Olsen, quem jogar por Chicago, TJ Hockenson, Jordan Akins/Darren Fells, Jack Doyle, Seth Devalve/Nick O’Leary e Kyle Rudolph/Irv Smith na sua waiver wire / free agency.

E os piores jogadores para se investir na posição? Vamos ao mix negativo:

Pior mix de tight ends nas semanas de playoffs.

Tight ends que jogam ao lado de boas defesas (ou contra as ruins) terão cenários desfavoráveis. Assim, quem jogar em Atlanta, Mark Andrews, Dawson Knox, Gerald Everett, Mike Gesicki, quem atuar por New England (e sem Gronk isso não importa mesmo), Jared Cook e George Kittle (apesar de que dificilmente você terá opção melhor) são nomes duvidosos para estas semanas.

Kickers

Vamos aproveitar a abordagem de mix acima para discutir os kickers e destrinchar os melhores chutadores a utiilizar no período:

Mix dos melhores kickers nos playoffs.

Detroit (Matt Prater) é o que pode lhe oferecer o maior teto, somadas as três últimas semanas de temporada, mas Minnesota na semana 14 é uma pegadinha já que cede pontos medianamente.

Quem dá o melhor PISO na posição de kicker é…Seattle (Jason Myers), o 7º em nossa tabela! Rams, Panthers e Cardinals são três boas semanas SEGUIDAS para os Seahawks chutarem muitos field goals.

Logo após Seattle, temos o 3º melhor teto somado e o segundo melhor piso em Cleveland (Austin Seibert) que enfrentará Cincinnati e Arizona (defesas ruins = extra points) e Baltimore (defesa boa = field goals).

Na contramão, os oito piores times para utilizar kickers possuem algo em comum: enfrentarão Cleveland ou New England ou San Francisco.

Mix negativo de kickers nos playoffs.

E Cincinnati (Randy Bullock) enfrentará dois destes (CLE, NE), mas terá Miami na semana 16 para fazê-lo viável naquela waiver wire e nada mais.

O pior teto é o de Arizona, 2º pior somatório de pontos no quesito. Zane Gonzalez é totalmente evitável nos playoffs. Outros destaques negativos são os bons bicudeiros Justin Tucker, Greg Zuerlein e Wil Lutz, acredite se quiser!

Defesas / Special Teams

Fechando nossas análises, fico sem saber o que dizer diante de Miami, o melhor piso e 1º lugar entre defesas com melhores calendários nos playoffs!

Mix positivo de defesas para os playoffs.

Coincidentemente os dois melhores desse ranking se enfrentam: os Giants, além de Miami, pegam Washington na 16 (Philly na 14 é aquela pegadinha do Mallandro que você não vai cair com o Matt Prater na 14, certo?).

Mas você pode substituir os Giants na 14 pelos próprios Eagles, e mantê-los para enfrentar os Redskins na 15! O problema é: agora na semana 13 eles pegam Miami e provavelmente todo mundo pegou-os na waiver wire. Espero que tenha sido você! Para que este parágrafo fique completo, não fique com Philadelphia na 16, pois enfrentam os Cowboys.

Houston é outro bom destaque ao enfrentar Denver e Tampa Bay. Mas Tennessee entre eles não é muito legal.

Agora você vai conhecer as defesas as quais passará longe!

Mix negativo de defesas para os playoffs.

O caso menos pior parece ser o dos Saints, cujo adversário mais complicado é San Francisco, mas o conjunto de adversários não é animador.

O pior problema vai para Chicago, aquela defesa assombrosa do ano passado. Mas esse ano são três ataques potentes na sequência e eles são dispensáveis; falo sem medo.

À exceção dos Packers, os adversários de Minnesota são medianos, portanto podem cair em caso parecido aos Saints.


É isso aí, galera! Espero que esta tabela auxilie vocês a buscar as melhores opções nesta reta final. Abraço e, pra qualquer dúvida, estamos no Twitter (@brffootball e @brff_rui)!

1 comentário Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.