Expectativa 2019

em

E aí meu povo? Tudo certo? Aqui a gente segue produzindo conteúdo porque Fantasy Football tá no nosso DNA! E hoje é dia de saber o quanto um jogador foi diferencial em relação a outros de sua posição na temporada!

O nosso trabalho é baseado nos pontos cedidos para as posições de habilidades, separadas por pontuador (ex.: RB1, RB2… de cada time que jogou contra o adversário); se você não viu, clique aqui para conferir!

Se você já viu, então vamos entender como é feito o cálculo:

A primeira coisa que fazemos depois de quebrar os pontos cedidos é comparar a pontuação de cada jogador contra essa informação. Aqui vemos que a média de pontos cedidos pelos Jets até a semana 16 foi de 17.76, sendo que, em uma dessas semanas, Lamar Jackson fez incríveis 37.08!

Quando fazemos essa observação para todas as 15 partidas que analisamos para Lamar, chegamos a uma média de +10.79 de expectativa superada por ele na temporada, ou seja, ele foi uma vantagem competitiva no fantasy já que entrou em campo com chances de superar a projeção da “Força da Tabela” em mais de dez pontos!

Dito isto, vamos ver os melhores e piores jogadores nesse quesito!

Definição e disclaimer.

Quarterbacks

Será difícil achar critérios nos quais o Lamarão terá decepcionado quem o escalou no fantasy: ele foi consistente e absurdo em 2019! Dispensa comentários e quase dobrou a expectativa do 2º melhor, ninguém menos que Patrick Mahomes!

Running Backs

Outro cheat code da temporada, CMC já prometia uma temporada excelente, mas ninguém esperava que ele superasse aqueles que estavam a sua frente nos drafts (eventualmente Saquon e Kamara).

Por outro lado, como se não bastasse perder jogos por lesão, Kerryon Johnson, quando jogou, não foi tão bem quanto a média dos colegas que enfrentaram os mesmos adversários. Claro que Detroit tem sido cronicamente ruim para estabelecer o jogo corrido, mas isso não é justificativa quando vemos um McCaffrey fazer tanto noutro time de campanha negativa.

Wide Receivers

Michael Thomas foi muito, mas não foi tudo! Surpresos? Não é pra tanto, já que Mike Evans e Chris Godwin, os únicos a sua frente, se beneficiaram muito de Bruce Arians e do braço solto de Jameis Winston e produziram além da média de seus adversários.

Um ponto importante a se frisar foi a alternância dos números de Evans e Godwin como WR1 e WR2 em cada partida, o que os ajuda mutualmente a postar números melhores que de seus colegas de posição. Michael Thomas fez o que fez sem outro alvo proeminente ao seu lado!

(Sammy Watkins sobrou tanto na semana 1 que isso o colocou entre os melhores nomes, mas é por isso que enfatizamos tanto o valor que se tem em conhecer a consistência de um jogador!)

Tight Ends

Quando me perguntam quem é o melhor entre Kelce e Kittle, eu não tenho opinião formada e deixo isso para quem entende mais do que eu no jogo real (como os monstros do Zona FA), mas no fantasy não tem discussão. Entre tight ends qualquer vantagem é bem-vinda e Travis Kelce põe quase 1 ponto por jogo a mais que o 2º colocado além da expectativa!

Kittle aparece em 4º e atrás de Darren Waller, que foi bem em muitos aspectos dessa temporada por ter jogado num time cujo gap de volume o favoreceu e muito!


Conhecer o diferencial que um jogador pode lhe dar na sua posição específica pode lhe ajudar a montar um time melhor e aproveitar o máximo de um confronto! Dúvidas? @brffootball em todas as redes sociais! Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.