Rookie Rankings 2020 – RB

JogadorcaioMatheusSérgioMédia
Jonathan Taylor1121.3
Clyde Edwards-Helaire3312.3
D’Andre Swift2253.0
Cam Akers4534.0
J.K. Dobbins5444.3
Ke’Shawn Vaughn6666.0
Zach Moss7777.0
A.J. Dillon81088.7
Darrynton Evans98109.0
Anthony McFarland1111910.3
Antonio Gibson1291110.7
Joshua Kelly10121311.7
Lamical Perine13141413.7
DeeJay Dallas15151214.0
Eno Benjamin16131514.7
Raymond Calais14191917.3
Jason Huntley171616.5
Salvon Ahmed20171818.3
Michael Warren181717.5
James Robinson1616.0
Rico Dowdle182019.0
Scottie Phillips1919.0
JaMycal Hasty212121.0
Ranking Rookie Running Backs 2020

Tier 1

Jonathan Taylor (Indianapolis Colts – 2.09)

Jonathan Taylor chegou no draft como um dos principais prospectos da posição de RB e vai para a NFL como um dos principais calouros. Tendo sido draftado no início da segunda rodada, tem o draft capital de um jogador que receberá muitas oportunidades a partir do primeiro dia para produzir e, jogando atrás de uma das melhores linhas ofensivas, seu teto é muito alto. Terá que dividir o backfield com Marlon Mack pelas corridas e Nyheim Hines por passes, o que diminui seu piso, mas, levando em consideração que Mack tem tido alguns problemas com lesão e está em seu último ano de contrato, Jonathan Taylor lidera nosso ranking de RB para Dynasty.

Clyde Edwards-Helaire (Kansas City Chiefs – 1.32)

Clyde Edwards-Helaire foi o primieiro RB a ser escolhido, além de único na primeira rodada, no draft de 2020, tendo sido um pedido especial de Patrick Mahomes, um draft capital que indica que ele deve ser altamente usado no ataque dos Chiefs. Ele sai do melhor ataque do College para o melhor da NFL, que usa muito bem o RB, inclusive na RedZone. Sua qualidade recebendo o passe garante um piso bem alto desde o início. A presença de Damien Williams deve lhe custar alguns toques na bola e diminuir um pouco seu teto, mas não assusta. Clyde tem tudo pra ser um RB1 desde seu primeiro ano.

Tier 2

D’Andre Swift (Detroit Lions – 2.03)

D’Andre Swift disputava com Jonathan Taylor o posto de melhor prospecto da posição e, assim como JT, foi draftado no início da 2ª rodada do draft, porém o Detroit Lions não era um dos melhores postos para os calouros. Tendo que dividir o backfield com um bom RB como Kerryon Johnson por pelo menos mais dois anos e jogando atrás de uma linha ofensiva mediana em um time que deve ficar boa parte dos jogos atrás do placar, Swift terá um teto mais baixo que seus colegas de classe. Por outro lado, seu talento no jogo aéreo e capacidade de estender as jogadas lhe asseguram um bom piso.

Cam Akers (Los Angeles Rams – 2.20)

Cam Akers foi o quarto RB escolhido no draft e por um time que acabou de perder seu principal RB; um ótimo posto para ocupar. Os Rams fazem um ótimo trabalho usando seus RBs e mesmo tendo outras peças no backfield, se Akers ficar responsável por 75% dos toques que a saída de Todd Gurley deixou vago, ele terá 190 oportunidades de produzir na NFL, o que significa bons piso e teto para um RB calouro. O problema que Akers teve no College devem se repetir na NFL: uma linha ofensiva fraca, o que vai atrapalhar sua produção.

J. K. Dobbins (Baltimore Ravens – 2.23)

J. K. Dobbins foi escolhido pelos Ravens, time que mais usou o jogo corrido na temporada 2019, com 100 corridas a mais que o segundo colocado e uma média de 206 jardas por jogo (mais de 60 jardas melhor que o segundo). Seria o melhor lugar para um calouro não fosse a presença de Mark Ingram, que deve manter o domínio no backfield. Dobbins deve roubar o posto de Gus Edwards, que mesmo como 2º no Depth Chart tocou na bola 140 vezes e teve uma produção de RB4. Dobbins deve ter pouca relevância para o fantasy em seu primeiro ano (salvo uma lesão do titular), mas a partir de 2021, quando Ingram vira free agent, Dobbins tem tudo para se tornar um RB1 no fantasy.

Tier 3

Ke’Shawn Vaughn (Tampa Bay Buccaneers – 3.12)

Ke’Shawn Vaughn foi o RB que mais subiu no ranking depois do draft depois de ser selecionado pelos Tampa Bay Buccaneers. Vaughn chega em backfield com Ronald Jones, cuja experiência de dois anos foi muito ruim, sem conseguir carregar o piano e com problemas recebendo passe e protegendo o QB, tarefas nas quais o calouro mostrou qualidade no College. Para ajudar, Bruce Arians e Tom Brady gostam muito de RBs que recebem passe. Jones ainda deve manter a maior parte das corridas, mas o jogo aéreo deve propiciar um bom piso para Vaughn, especialmente em ligas PPR.

Zach Moss (Buffalo Bills – 3.22)

Zach Moss foi escolhido na terceira rodada pelos Bills para substituir Frank Gore e dividir o backfield com Devin Singletary, o que significa que os dois vão ajudar muito os Bills na temporada, mas se atrapalharão muito no fantasy. Em entrevistas, Sean McDermott disse que vê Moss executando o mesmo papel de Gore em 2019, com a maior parte das carregadas e poucas recepções, pelo menos no início. Uma das tarefas que Moss deve herdar são as carregadas na goal-line, as mais valiosas para o fantasy.

A. J. Dillon (Green Bay Packers – 2.30)

A. J. Dillon foi o último RB draftado na 2ª rodada pelo Green Bay Packers, time que cada vez mais corre com a bola. Em seu primeiro ano, Dillon será o 3º no Depth Chart, atrás de Jamaal Williams e Aaron Jones, segundo maior pontuador no fantasy em 2019, por conta disso deve ter um papel pequeno no ataque dos Packers em seu primeiro ano. Já a partir de 2021 quando os dois veteranos serão free agents, Dillon ganhará mais oportunidades, portanto se seu time pode aguentar esperar um pouco por um RB, ele se torna uma boa opção.

Darrynton Evans (Tennessee Titans – 3.29)

Darrynton Evans foi escolhido pelo Tennessee Titans para ocupar o cargo de número 2 no lugar de Dion Lewis. Evans é mais veloz e, claro, mais novo que Lewis, o que deve lhe garantir uma eficiência melhor para os poucos toques que ele deve ter. Levando-se em conta que Derrick Henry teve mais de 320 toques na bola no ano passado, só na temporada regular, é de se esperar uma queda nesse número, ou seja, um aumento no uso do RB2 do time. Pensando em futuro, Henry está jogando com o franchise tag e não é garantia que volte em 2021, Evans pode se tornar um RB1 caso o titular não renove e ele seja o escolhido como substituto.

Anthony McFarland (Pittsburgh Steelers – 4.18)

Anthony McFarland chega ao backfield do Pittsburgh Steelers que já contém uma boa quantidade de RBs, como James Conner, Jaylen Samuels e Benny Snell. Os Steelers draftaram um RB mesmo tendo tantos por um motivo: em alguns jogos nenhum deles pôde jogar, todos tiveram alguns problemas de lesão durante a temporada. McFarland pode herdar alguns snaps caso isso se repita, mas, assim como os veteranos na equipe, o calouro teve alguns problemas com lesão na carreira, o que o fez cair no draft. Com Conner, o líder do grupo, em seu último ano de contrato, em 2021 McFarland pode receber o posto.

Antonio Gibson (Washington Redskins – 3.02)

Antonio Gibson jogou como WR e RB no college, mas o Washington Redskins já anunciou que o vê como RB, o que significa que ele chega em time com muitos RBs, mas sem nenhum que passe confiança, seja por estarem em fim de carreira (Adrian Peterson) ou por não conseguir se manter saudável (Derrius Guice). Gibson é um jogador bem atlético, capaz de produzir big plays e pode ver seu papel aumentar no decorrer da temporada à medida que os veteranos não consigam se manter em campo. Seu piso é bem baixo, mas é um calouro interessante para o meio do draft.

Tier 4

Os demais nomes ficam no último tier, todos estão bem enterrados no depth chart e precisariam de uma lesão pra ter algum papel relevante. De todos eles, Joshua Kelley é um bom nome pra se apostar, pois chega em um backfield que será liderado por Austin Ekeler, mas que soube utilizar dois RBs nos últimos anos na combinação Gordon/Ekeler e perdeu Gordon ao fim do seu contrato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.