Crônicas dos Confrontos – Chiefs x Texans

Setembro sempre chega!!!!!

Depois de uma offseason diferente e desafiadora, nossa querida NFL finalmente está de volta e, para te ajudar a entender o momento das equipes e as opções de escalação para o Fantasy, as Crônicas dos Confrontos estarão presentes novamente durante toda a temporada!

Aos novos leitores, as Crônicas dos confrontos são análises das principais posições do jogo em relação ao fantasy: quarterbacks, jogo corrido e jogo aéreo. Absolutamente todos os jogos da temporada são destrinchados e apresentados para que você desenvolva uma base de raciocínio e tome suas próprias decisões de escalação.

Texans e Chiefs abrem a temporada 2020 da liga e, agora, vamos entender como as equipes vem para a partida. Simbora!

QUARTERBACKS

Atual campeão do Super Bowl, o Kansas City Chiefs vem para a temporada em busca de mais um título e confia no seu QB Patrick Mahomes para alcançar seus objetivos. Por falar nisso, sabe quem mais pode confiar no menino Pat Mahomes? Você! Escala o homem sem medo contra a defesa dos Texans e aproveita a noite.

Os Texans tiveram uma offseason conturbada e perderam o melhor WR do time (talvez da NFL inteira) com a saída do DeAndre Hopkins. No entanto, isso não significa que você deva ter medo em escalar o QB Deshaun Watson! O jovem quarterback dos Texans teve uma média de 22 fantasy points por jogo no ano passado e deve continuar atuando em alto nível, sendo também uma escalação obrigatória para quem draftou o rapaz.

JOGO CORRIDO

Em 2019, o melhor running back dos Chiefs foi o Damien Williams, que optou por não jogar nessa temporada. O que fazer então? Caso você não saiba, os Chiefs draftaram Clyde Edwards-Helaire (RB1) e o calouro deve começar os trabalhos chutando a porta e entregando muitos pontos. Valor de RB1 para o nosso querido CEH, especialmente em ligas PPR.

Do lado dos Texans, também temos mudanças no backfield! O veterano David Johnson (RB2) é o principal nome e, por mais que eu tenha algumas ressalvas com ele durante a temporada, tende a fazer uma boa estreia pela nova equipe. Pelo volume de carregadas, matchup e oportunidades de TD, valor de RB2 para DJ.

Complementando o jogo corrido dos Texans, Duke Johnson vem para mais uma temporada em que deve participar principalmente recebendo passes curtos, sendo uma opção de teto limitado no formato Standard e com certo piso em formatos que contabilizam pontos por recepções. Sobre o jogo de hoje, o valor dele é no máximo de FLEX em ligas PPR com 16+ participantes.

JOGO AÉREO

No jogo aéreo dos Chiefs, os pilares seguem sendo Tyreek Hill (WR1) e Travis Kelce (TE1), ambos escalações obrigatórias em todas as semanas do fantasy. Entretanto, quando pensamos no WR2 da equipe, há um debate entre dois nomes: o primeiro, é o segundanista Mecole Hardman, recebedor que teve uma temporada de calouro decente com 540 jardas e 6 TDs, se mostrando um wide receiver com capacidade de realizar big plays, já que fez isso com apenas 26 recepções na temporada.

O outro nome, mais conhecido, é o de Sammy Watkins, um jogador que também oscilou entre grandes momentos, como a super atuação na semana 1 do ano passado (200 jardas e 3 TDS!) e alguns jogos em que entrou lesionado, foi pouco participativo e decepcionou muita gente. Pensando nesse ano, de maneira geral, Hardman parece ter mais potencial, mas olhando para a partida de hoje, os dois oferecem riscos e é melhor deixá-los no banco pelo baixo piso de pontuação e alta dependência de big plays.

Com a saída de DeAndre Hopkins, os Texans precisaram reestruturar o seu ataque aéreo, trazendo alguns nomes para fortalecer o corpo de recebedores e distribuir os 150 targets que Hop recebeu, mas antes de falar do que muda, vamos conversar sobre o que não se alterou: Will Fuller.

Como de costume, Fuller é o clássico boom or bust, ou seja, um jogador que pode alcançar pontuações estratosféricas e que ao mesmo tempo depende de longas recepções para produzir. Saudável, Fuller é uma aposta que pode mudar o seu confronto e tem valor de WR2/FLEX, de acordo com o tamanho da sua liga.

Vamos falar de novidades? Brandin Cooks chegou ao time para tentar retomar as boas atuações, depois de um 2019 cheio de lesões, mas tem valor somente de FLEX nas ligas com 16+ participantes pelas incertezas nas suas condições físicas.

Finalizando os wides, Randall Cobb também é novidade e pode até ser um deep sleeper em ligas PPR com 16+ participantes, mas como estamos falando de um ataque completamente remontado, ainda é complicado saber como será a distribuição de passes de Watson, o que me faz colocá-lo com valor de banco nessa estreia.

Por último, Darren Fells parece ser o principal nome da equipe na posição de Tight End, mas não oferece piso para ser escalado enquanto não tivermos certeza do seu volume.

Com isso, encerramos a primeira crônica da temporada! A saudade estava grande, mas a felicidade do retorno da NFL é muito maior. Aproveitem cada minuto, passa rápido. Bom jogo para vocês, as Crônicas dos Confrontos voltam no final de semana analisando os jogos da rodada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.