Waiver Wire Antecipada – Semana 12

em

Fala, pessoal! Nós temos uma coluna de Waiver Wire escrita pelo grande @derickbd com jogadores que merecem ser adicionados aos seus elencos depois de cada rodada. Para pegar jogadores na Waiver Wire temos que gastar nosso FAAB ou perder nossa prioridade, dependendo da configuração de cada liga.

Pensando nisso escreverei essa coluna com alguns nomes pra você se adiantar e pegar os jogadores de graça. Vamos aos nomes da Semana:

Running Backs

James White – New England Patriots (livre em 53%)

Com a lesão de Rex Burkhead, James White pode recuperar seu papel no ataque dos Patriots que perdeu nesse ano. Burkhead estava dividindo o trabalho no jogo aéreo com White, os dois somaram 8 recepções nos 3 jogos anteriores ao jogo de domingo, porém com Burkhead fora de ação, White teve nove alvos e seis recepções contra Houston e teve sua melhor pontuação no ano, 14.3.

James White sempre foi o RB mais confiável de NE pelo seu papel como recebedor e, com Damien Harris e Sony Michel dividindo o backfield, dois jogadores que recebem poucos passes, White passa a ser um bom RB para ligas PPR daqui para frente.

Brian Hill – Atlanta Falcons (livre em 93%)

Brian Hill é um bom nome para essa rodada e que pode acabar herdando o posto de RB1 de Atlanta por mais tempo. Todd Gurley é o titular da posição, porém seu antigo problema no joelho vai tirá-lo ao menos do próximo jogo e não temos como saber se ele poderá jogar no curto período. Brian Hill vinha tendo um desempenho bom para um jogador com toques limitados e pode se tornar um RB3/FLEX para o fantasy, enquanto Gurley não voltar.

Wide Receivers

Allen Lazard – Green Bay Packers (livre em 70%)

Allen Lazard vinha teve três bons jogos para a começar a temporada e caminhava para ter um breakout, porém uma lesão o tirou de seis jogos. Agora em seu segundo jogo de volta, Lazard deve ser mais utilizado por Aaron Rodgers e deve herdar alguns passes que seriam de MVS, que deve perder um jogo por lesão. Lazard pode já voltar a sua produção pré lesão e ser um bom WR2/3 para o fantasy.

Nelson Agholor – Las Vegas Raiders (livre em 72%)

Quem poderia imaginar que isso seria dito em 2020: Nelson Agholor é o WR mais confiável do seu time. No time dos Raiders, Agholor é a segunda opção para receber passes, atrás apenas de Darren Waller, e vem correspondendo com 63% de catch%, 443 jardas e 6 TDs na temporada. Desde a rodada 4, Agholor teve pelo menos 13.5 pontos em 5 de 7 jogos em ligas PPR e nessa semana enfrenta a secundária dos Falcons, terceira que mais cede pontos aos WRs.

Keelan Cole – Jacksonville Jaguars (livre em 85%)

Keelan Cole é uma opção para essa rodada. Com as ausências de DJ Chark e Chris Conley, Keelan Cole deve ter muito volume contra uma secundária que está entre as que mais cedem pontos ao WR. Mesmo tendo Mike Glennon como seu QB, Cole terá um piso alto, pelo script do jogo dos Jaguars estar atrás do placar constantemente e pode ser um WR3/FLEX em PPR na semana.

Denzel Mims – New York Jets (livre em 95%)

Denzel Mims é o WR calouro dos Jets que perdeu os seis primeiros jogos na temporada por lesão e retornou na semana 7 e tem tido um bom volume para seus primeiros jogos na NFL. Em quatro jogos, Mims somou 13 recepções para 217 jardas e nos últimos dois jogos passou de 10 pontos em ligas PPR. O calouro pode ser um jogador para se pegar, colocar no banco na rodada e ver como será sua utilização agora que o QB dos Jets é Sam Darnold.

Tight Ends

Kyle Rudolph – Minnesota Vikings (livre em 95%)

Minnesota não deverá contar com Adam Thielen nem com Irv Smith, o que faz de Kyle Rudolph o TE1 do time. No ano passado, em 5 jogos que Thielen não jogou, Rudolph recebeu 19 passes para 171 jardas e 5 TDs e teve média de 13.6 pontos. Sem o WR o veterano TE passa a ser a principal arma na Redzone de Kirk Cousins, portanto Rudolph é um TE1 para a semana.

Will Dissly – Seattle Seahawks (livre em 98%)

Will Dissly recebeu pelo menos um passe em todos os jogos da temporada, mas não passou de 2 em nenhum jogo, mas isso deve mudar agora que Greg Olsen se lesionou. Dissly deve ser mais envolvido no ataque e isso é ótimo para quem precisa de TE. No ano passado nos primeiros cinco jogo da temporada antes de se lesionar, Dissly teve média de 14.8 pontos e era o TE5. Em sua carreira quando teve pelo menos 3 recepções, o TE fez pelo menos 12.8 pontos no fantasy. Se ele for o substituto de Olsen, ele pode ser a solução para muitos times em uma posição tão difícil no fantasy.


Boa sorte e espero que minhas dicas ajudem. Se nenhum desses QBs estiverem livres em sua liga e você quiser ajuda pra fazer sua escolha é fácil: só entrar em contato pelo meu Twitter, do BrFF ou deixar um comentário aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.